terça-feira, 16 de abril de 2013

O fim por um fio? Imagine, carne de cavalo pode começar um Apocalipse Zumbi


Carne de cavalo pode começar um Apocalipse Zumbi


 Más notícias para os fãs de hambúrgueres. Vocês já devem ter lido notícias de que carne de cavalo tem sido vendida em vários lugares como hambúrguer não é?
E não adianta achar que está no Brasil então está livre disso. Na verdade somos um dos maiores vendedores de carne de cavalo do mundo, e você pode comer isso em algum lugar sem saber.
Imagina se você comer a carne de cavalo contaminada em um hambúrguer? Poderia ter um vírus zumbi e ai começa o apocalipse...

Já conhecemos vários casos em filmes, livros e jogos de como um vírus Zumbi pode se espalhar facilmente pelo mundo. Quer ver?


#4. Ambos começaram com corporações.


Em Resident Evil, a Corporação Umbrella criou um vírus zumbi como uma arma numa guerra biológica. O vírus se espalhou mundo afora por causa de falhas no laboratório e experimentos que deram errado. 
No caso do escândalo da carne de cavalo, há múltiplas corporações implicadas, e todas elas apontam seus dedos pegajosos para terceiros fornecedores de carnes. Mas essa é realmente a mesma história: Uma grande companhia com muitos fios frouxos libera alguma carne estragada com vírus zumbi pelo mundo. E assim como em Resident Evil, basta um terrorista infiltrado pra começar o caos.


#3. A propagação da contaminação por meio de péssimos “restaurantes”

Em Zombieland, uma das primeiras coisas que aprendemos é que o paciente zero (o personagem que começou o surto) contraiu o vírus por comer um hambúrguer de posto de gasolina contaminado com a doença da vaca louca, presumivelmente antes ele ou ela poderia sucumbir à uma hepatite normalmente associada à carne que se compra em posto de gasolina.

Enquanto isso, na saga da carne de cavalo, acontece que a IKEA vendia almôndegas suecas aos seus clientes que imaginaram ser de vaca ou de porco, mas eram na verdade os novos desejos de aniversário de inconsoláveis meninas. Então, descobrimos que carne de cavalo também estava sendo servida no Taco Bells britânico, que na realidade é melhor que as unhas e cascas de barata que servem normalmente. Logo, terríveis comidas compradas em lugares menos-que-respeitáveis (ao menos no que se refere ao serviço de comida) pode levar facilmente algum tipo de patógeno e passar despercebido. Digamos que um terrorista insere o G-virus em algumas carnes de cavalo e as envia por fora da porta. Poderia passar pela IKEA e Taco Bell ainda mais rápido do que o Taco Bell passa para uma pessoa, se espalhando como fogo entre os cidadãos que se preocupam com sua saúde o bastante para comprar comida de um aparente restaurante mexicano e uma loja de moveis.


#2. Nós não podemos parar a contaminação.

Em filmes como Zombieland, Dia dos Mortos, e Resident Evil, nós nunca vemos uma contaminação efetivamente contida por qualquer forma. Nós vemos apenas Woody Harrelson espancando zumbis com um banjo, e ele não pode ser esperado por estar disponível. A linha de fundo é, que é difícil conter algo se você nem mesmo sabe onde e como começou.

E depois de dois meses, ninguém tem uma maldita ideia de onde a praga da carne de cavalo vai vir. Uma fabricante de comida sueca culpou seus fornecedores depois de descobrirem que suas lasanhas congeladas tinham 100 por cento de carne de cavalo, mas mesmo os fornecedores tem fornecedores, e boa sorte conseguindo que algum desses caras se apresente. Nós teremos, ou que esperar os fantasmas dos cavalos abatidos se materializarem e apontarem seus cascos para a fonte do mistério ou conseguir que a mulher de Bones rastreie onde todos os corpos dos cavalos foram enterrados. Nenhum dos dois parece provável que aconteça tão cedo.


#1. Nós provavelmente já estamos todos contaminados

Mesmo após uma dúzia de países europeus terem se envolvido na investigação, o escândalo da carne de cavalo dificilmente é ainda uma noticia de primeira página. A dúplice carne foi mostrada em Tesco, a terceira maior varejista do mundo, e pessoas continuam indo lá para comprar carne. Para comparar, os americanos parariam de comprar do Walmart se nós soubéssemos que carne de cavalo começou a ser vendida como hambúrguer? Não podemos dizer que "não” seja difícil o bastante. Milhões provavelmente devem ter comido carne de cavalo agora.

Agora imagine que a carne de cavalo fosse associada com um vírus mutante terrorista qualquer roubado do escritório do gerente. Uma parte enorme da população já teria sido infectada com a doença do corpo trôpego, e não levaria muito tempo antes que eles comecem a infectar o próximo, como muitos outros. 


Bons Pesadelos...

Nenhum comentário: