quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Mataram o diácono Alexandre Lima. O que é isso?



O diácono Alexandre Lima
(Foto: Bernardo Tabak/G1)

‘Peço, em nome de Jesus: 





devolva o 





corpo do meu marido’, 





disse a mulher




Alexandre Lima, marido dela, era diácono em igreja evangélica.
Traficantes jogaram corpo dele em rio próximo à Favela da Chatuba.


Alexandre deixa cinco filhos: um deles adotado
Alexandre e a esposa estavam juntos há 20 anos. Conheceram-se em Itaipuaçu, distrito de Maricá, onde os pais deles trabalhavam em sítios, como caseiros. Ela tinha 16. Ele, 17. Mudaram-se para Nilópolis em 1999, onde entraram para a igreja evangélica e se casaram. Criavam, juntos, cinco filhos, um deles adotado. O primeiro filho nascido após se mudarem para Nilópolis faz aniversário neste sábado (15), uma semana após a morte do pai.
“Era um homem respeitador, assalariado, que sustentava a família. Era uma pessoa que sempre buscava ajudar o próximo. Perdemos um homem valoroso, não só na igreja, mas na própria comunidade. Foi uma covardia muito grande”, finaliza o pastor.
Enquanto se esforça para conter as lágrimas, a esposa de Alexandre conclui: “Eu não consegui comer até hoje. Só nesta quarta-feira fui comer um pouquinho. Ele era muito carinhoso, e sempre me esperava para comer. É uma tortura. Ficar dentro de casa também dá um vazio. Tem horas que dá vontade de chamar por ele. Parece que a pessoa está ali.”
notícia completa em: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2012/09/peco-em-nome-de-jesus-devolva-o-corpo-do-meu-marido-disse-esposa.html Para ler mais notícias do G1 Rio, clique em g1.globo.com/rj. Siga também o G1 Rio noTwitter e por RSS.

Nenhum comentário: