terça-feira, 9 de julho de 2013

Sinal revelador? Pedir dinheiro é sinal dos fim dos tempos? Os profetas que dizem prever o futuro, são os primeiros a caírem em ciladas do destino?


Será mesmo o fim dos tempos?
Adicionar legenda

Será mesmo o fim dos tempos?


Meu grande amigo leitor, nunca pensei que os tempos modernos fossem tão reveladores!
Apesar de conhecer minimamente as passagens bíblicas que nos alertam para os sinais do fim do mundo, não posso esconder minha perplexidade diante de situações recorrentes em nossos dias: Virou febre a implantação de igrejas não ligadas às igrejas tradicionais existentes. Além disso, nos deparamos sempre com pessoas que dizem prever o futuro das pessoas, e por isso, têm o poder de mudar o destino. Horripilante é aquele que, em alto e bom tom, afirma que tem o poder da cura. Como assim?
Amigo leitor, não me venha com questionamentos acerca de minha fé. Acredito em Deus, e sei que podem existir profetas na Terra, assim como existiu o profeta Maomé e tantos outros dos quais não me recordo nesse momento, por não dominar o conhecimento teológico. Entretanto, sei que os que pregam a paz na Terra, que têm o dom da pregação, têm, antes de tudo, o dom de persuadir.
Isso mesmo! Persuadir o seu próximo. Em troca de quê? De vantagens financeiras, é claro!
Não me peça para retirar a palavra porque eu não a retirarei. Aproveito para dizer que não estou criticando a quem quer que seja, e veja bem, apenas estou expondo minha opinião particular acerca de falsos pastores e/ou profetas que mendigam por aí, esquecendo-se de que Deus está lá de cima, vendo tudo. Que lindo! Ainda bem que a justiça divina é a mais poderosa.
O impressionante é que os profetas, que dizem prever o futuro, são os primeiros a caírem em ciladas do destino. Mas como isso acontece? Sei lá, pergunte a um profeta, a um pastor, e não a mim. Aproveite e pergunte quais são os requisitos para se tornar um grande empreendedor. Eu sei que todos nós gostamos de dinheiro. Dinheiro é bom! Mas extorquir fiéis em troca de falatórios, de previsões mirabolantes, é demais. Jesus pregou o evangelho e nunca precisou de veículos automotores. Nunca precisou usar roupas caras, de griffs (é assim que se escreve?). Jesus nunca precisou unir-se aos empresários bem sucedidos. Pelo contrário, ele estava sempre ao lado da população pobre, dos menos favorecidos, dos que passavam fome, dos drogados, enfim. E pediam algum dinheiro? Claro que não. Ora, mas se Jesus Cristo não pedia dinheiro às pessoas, por que hoje em dia alguns pastores e/ou profetas querem sugar os frequentadores de suas igrejas?
Antes de ignorar esse texto, gostaria imensamente de dizer que isso aqui não passa apenas de um desabafo, e que você, amigo leitor, assim como outros leitores, não está obrigado a ler, tampouco acreditar nestas palavras, nesses rabiscos de um pobre mortal que não conhece profundamente a Bíblia. Falando nisso, são poucas os profetas e/ou pastores que conhecem verdadeiramente a palavra de Deus. Se conhecessem, talvez a praticassem.

Nenhum comentário: