sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Pânico tomou conta da população depois de um terremoto - E ainda não viram nada do que está para acontecer

Imagem do centro de Alger, onde o pânico tomou conta da população depois de um terremoto

Image(Foto: Wikimedia Commons) m do centro de Alger, onde o pânico tomou conta da população depois de um terremoto

"Dos três mortos, dois se jogaram da sacada de seus apartamentos, entre eles uma mulher em Alger e um homem em Rouïba. A terceira pessoa morreu de infarto."


Terremoto na Argélia provoca a morte de três e deixa 388 feridos


Três pessoas morreram e 388 ficaram feridas depois de um tumulto provocado por um tremor de terra de 5,6 na escala Richter em Argel, capital da Argélia, segundo o ministério da Saúde do país. De acordo com informações do governo, a população foi tomada pelo pânico. Não há feridos graves.

Além da capital, cidades nas redondezas também foram atingidas pelo tremor. Dos três mortos, dois se jogaram da sacada de seus apartamentos, entre eles uma mulher em Alger e um homem em Rouïba. A terceira pessoa morreu de infarto. Muitos habitantes foram acordados pelo tremor e foram para as ruas temendo a queda dos edifícios.
De acordo com o coronel Farouk Achour, responsável pela comunicação, o tremor, ocorrido às 05h11, não provocou estragos relevantes.
O epicentro do seísmo estava situado no mar, a 19 quilômetros a nordeste de Bologhine, de acordo com o CRAAG (Centro Argelino de buscas em Astronomia, Astrofísica e Geofísica), que já registrou mais de 20 réplicas. Uma delas, de 4,3 na escala Richter, cerca de 15 minutos mais tarde.
De acordo com Kamel Lamali, pesquisador do CRAAG, tremores de terra são comuns na Argélia, que registra uma centena de seísmos por mês. Mas a maior parte passam despercebidos. O país é situado entre duas placas tectônicas e sujeito a terremotos. Em 2003, um tremor em Bourmedes, no leste da capital deixou mais de 3 mil mortos.
http://www.portugues.rfi.fr/mundo/20140801-tres-morrem-e-388-ficam-feridos-na-argelia-em-panico-provocado-por-tremor-de-terra


Nenhum comentário: