domingo, 17 de agosto de 2014

É o fim do mundo!?!... uma senhora disse que na hora que viu o avião caindo achou que era um meteoro, sinal do fim do mundo..


Várias-culturas-tem-sua-versão-e-explicação-para-o-final-da-vida-e-do-planeta
Depois de receber a surpreendente notícia da morte do presidenciável Eduardo Campos passei a assistir alguns noticiários. Na tentativa de reconstruir os fatos, diversos repórteres de várias emissoras entrevistavam testemunhas da tragédia que davam suas versões do que vivenciaram. No meio dos depoimentos um em especial me chamou atenção, uma senhora disse que na hora que viu o avião caindo achou que era um meteoro, sinal do fim do mundo.
Essa resposta poderia parecer até meio cômica, se não fosse a gravidade da situação, mas o fato é que para quase uma dezena de pessoas aquele foi o fim mesmo. Como será que eles estavam preparados para o momento? Será que pensavam nisso? No que será que acreditavam? Para onde foram?
Essas perguntas são difíceis de responder pelos outros, mas podemos responder sinceramente por nós mesmos. O maior problema é que como jovens tendemos a pensar que refletir sobre a morte é coisa para velho, que se preparar para a morte é algo que se deve fazer apenas no final da vida. A grande questão é: quando é o final da vida?
Existe um ramo da teologia que é chamado de escatologia. Uma tradução literal da palavra seria o estudo das últimas coisas. A partir daí muita gente começa a ler a Bíblia procurando sinais de como será o fim do mundo. Creio até que a Bíblia profetiza eventos futuros do final dos tempos, mas não creio que a maior utilidade das profecias do fim dos tempos seja nos ensinar sinais, afinal diariamente a vida de muitas pessoas tem chego ao fim sem que estes possam ter vivenciado nenhum sinal.
Portanto, a maior utilidade da escatologia é nos lembrar de que a história da humanidade toda caminha para um ponto e, ao chegar lá, nos encontraremos com Deus. Mas como você vai encontrar com Deus? O que você vai dizer pra ele em sua defesa?
Na verdade não há nada que possamos fazer em nossa defesa. Por outro lado, Deus já fez tudo o que era necessário para a nossa defesa ao enviar Cristo para morrer por meus pecados, permitindo assim que ainda que eu morra fisicamente eu tenha a esperança de uma vida eterna ao lado do Criador (João 11.25).
“​Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3.16).
Confesso não conhecer com precisão quais são os sinais do fim dos tempos, mas ainda assim vivo preparado para o meu fim, pois vivo pela fé em Cristo Jesus (Gálatas 2.20). E você? Vive preparado para o fim?
Pense nisso!

Samuel Stroppa de Lima é graduado em Administração pela PUCC e cursa o último ano de Teologia pelo Seminário Bíblico Palavra da Vida. Casado com Fabiola é pai do Pedro e da Mariana. Atualmente é o líder de juventude da IBCC.

http://o2.org.br/index.php/devocional/e-o-fim-do-mundo/

Nenhum comentário: