quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

A gravidade terrestre foi afetada pelo terremoto do Japão.



Terremoto que causou acidente de Fukushima afetou gravidade terrestre

O terremoto que atingiu o Japão em março de 2011 e que causou um maremoto e o acidente nuclear de Fukushima afetou também o campo gravitacional da Terra, divulgou nesta terça-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). O satélite GOCE permitiu detectar que a catástrofe deixou "uma marca" na gravidade do planeta, a qual os cientistas seguem estudando para quantificar, explicou a ESA. "Estamos trabalhando com uma equipe interdisciplinar para combinar os dados do GOCE com outras informações para obter uma imagem melhor da ruptura no campo de gravidade em relação a que temos agora", declarou Martin Fuchs, cientista do Instituto de Pesquisa em Geodetecção da Alemanha (DGFI). A ESA lembrou que há meses o satélite GOCE já havia "sentido ondas sonoras no espaço" que provinham desse terremoto de nove graus na escala Richter. O equipamento mapeou as pequenas diferenças na gravidade de diferentes regiões do planeta durante quatro anos, mas nenhum cientista esperava que ele registrasse mudanças durante esse tempo. Contudo, o mapa mudou em 11 de março de 2011. As diferenças na gravidade são causadas por falta de homogeneidade e a diferença na distribuição do material no interior do planeta. Os terremotos causam mudanças no solo dos oceanos e mudam os níveis do mar, o que afeta a gravidade, como ocorreu no Japão.


Nenhum comentário: