quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

30 Sinais do fim dos tempos


Contagem Regressiva: Trinta Sinais Inegáveis Que Indicam Que Estamos no Fim dos Tempos
 É difícil para o indivíduo mediano digerir a vasta quantidade de material existente na Internet sobre a vindoura Nova Ordem Mundial (N. O. M.). Existem muitos aspectos a considerar — políticos, militares, econômicos, sociológicos, médicos, meio ambiente — e todos estão interrelacionados. Mesmo aqueles que já estudaram o assunto por algum tempo têm dificuldades em puxar todos os fios simultaneamente e apresentar um quadro claro do que está acontecendo.



Em minha experiência, é melhor enfocar primeiro o resultado final e trabalhar retroativamente. O Criador já fez isto por nós no livro do Apocalipse. Uma compreensão apropriada da profecia bíblica nos mostrará onde estamos hoje, bem como as forças que estão dirigindo as questões internacionais e nos levando para perto do cenário mostrado no Apocalipse.

Para compreender plenamente a agenda sinistra que está por trás da N. O. M., é essencial reconhecer que ela se relaciona com o fim dos tempos. Algumas vezes, esse período do fim dos tempos é referenciado na Bíblia como "o dia do Criador". Os profetas frequentemente se referem a esses eventos vindouros com as palavras "naquele dia", como em:

"Os olhos altivos dos homens serão abatidos, e a sua altivez será humilhada; e só o Criador será exaltado naquele dia." [Isaías 2:11].

A N.O.M. é apenas um marco na história humana. Ela é também a culminação de tudo que tem acontecido neste planeta nos últimos seis mil anos. A não ser que vejamos isto, perderemos a magnitude daquilo que está acontecendo no dia a dia e a inexorável acumulação de forças que dentro de pouco tempo será lançada sobre o mundo.



Em Mateus 24, o Criador pede que observemos os sinais. Dizendo isto, Ele está confirmando para nós que os sinais serão evidentes, basta olharmos para eles. Em Sua misericórdia, Ele nos deu atalaias que, pela Internet e de outras formas, estão tentando nos alertar para os sinais, para que façamos os preparativos espirituais necessários.



Neste trabalho de pesquisa, tentarei resumir os sinais fundamentais que nos mostram que estamos no limiar do fim dos tempos, o grande dia do Criador. Não quero dizer que esta seja uma exposição perfeita, ou que apresente um quadro completo de cada um dos sinais. Mas, representa uma tentativa de reunir os fatos mais óbvios e verificáveis sobre o fim dos tempos e o modo como eles se relacionam com o Apocalipse, e com a profecia bíblica em geral. Este trabalho é destinado principalmente como uma ferramenta para os cristãos nascidos de novo usarem para testemunhar para os descrentes, e para aumentar a conscientização geral sobre os pavorosos perigos apresentados pela Nova Ordem Mundial.

1. Terremotos

 
O gráfico a seguir fala por si mesmo. O número de terremotos mortais e destrutivos em todo o mundo aumentou de forma alarmante nos últimos quatro ou cinco anos. Em vez de ser tratado como um grande item de notícias, esse fato chocante tem sido em grande parte ignorado pela mídia.


O Messias Yaohushua fez uma descrição impressionante a respeito do fim dos tempos em Mateus 24 e indicou alguns dos sinais que devemos observar. Entre esses sinais estão um acentuado aumento no número de terremotos: "Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares." [Mateus 24:7].


Devemos provavelmente considerar esta advertência como uma referência tanto à frequência quanto à intensidade dos terremotos em todo o mundo, particularmente onde representam uma grande ameaça à vida humana. Assim, o padrão dos terremotos nos últimos anos deve ser qualificado como um claro sinal do fim dos tempos.


2. Epidemias


A advertência em Mateus 24 também implica que haverá um aumento significativo nas pestes em uma escala global. O livro do Apocalipse, que entra em grade detalhes sobre o fim dos tempos, descreve um cenário muito perturbador, em que muitos milhões perecerão. Como isto acontecerá? Em anos recentes, tivemos uma grande epidemia global — o HIV/AIDS — e outra — a Gripe Suína — que ainda está ocorrendo. Acredita-se que ambas tenham sido criadas deliberadamente em laboratórios. Nos últimos milhares de anos, a humanidade esteve exposta às doenças que ocorrem de forma natural, como a malária, varíola, tifo, cólera e a peste bubônica, mas a medicina moderna reduziu grandemente o efeito delas. Portanto, para uma peste em escala de fim dos tempos ocorrer, é quase certo que terá de ser criada pelo próprio homem. Somente nos últimos trinta anos é que se tornou possível desenvolver vírus letais capazes de causar mortes nessa escala.


3. Fomes

 

A advertência em Mateus 24 também faz referência às fomes. Novamente, a escala implicada precisa ser global, com um alto número de vítimas. Os avanços na agricultura e na tecnologia das colheitas permitiram que o mundo atendesse às crescentes necessidades de mais alimentos. Assim, para que a fome generalizada predita por Yaohushua aconteça, podemos esperar que algum tipo de doença afete as plantações em todo o mundo.


Existe um vínculo forte entre as fomes e as pestes. Os tipos de pestes preditas por Yaohushua poderão afetar não apenas os seres humanos, mas também as plantações e os animais. Se este for o caso, então doenças criadas pelo homem muito provavelmente serão a causa. Como a tecnologia genética necessária para criar doenças desse tipo somente se tornou disponível nos últimos trinta anos, o cenário predito por Yaohushua não podia ter aparecido antes do fim do século 20.


4. Crise Econômica


Embora a Bíblia não contenha uma profecia explícita sobre as condições econômicas imediatamente antes do fim dos tempos, essa eventualidade pode ser inferida a partir de profecias relacionadas. Além disso, a Bíblia declara que durante a Tribulação, qualquer um que não tiver a necessária identificação aprovada pelo governo — o "sinal da besta" — ficará impedido de comprar ou vender. Ela também observa que a queda de Babilônia (muito possivelmente uma referência aos EUA) terá um impacto devastador sobre os mercados e o comércio:

"Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome." [Apocalipse 13:17].

"E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão, também este beberá do vinho da ira do Criador, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro." [Apocalipse 14:9-10].

"E depois destas coisas vi descer do céu outro anjo, que tinha grande poder, e a terra foi iluminada com a sua glória. E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e coito de todo espírito imundo, e coito de toda ave imunda e odiável. Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua fornicação, e os reis da terra fornicaram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias." [Apocalipse 18:1-3].

Como os EUA conquistaram o Iraque, que é o nome moderno da antiga Babilônia, é tecnicamente correto descrever Babilônia como território americano.



Na falta de outros sinais que proclamem o fim dos tempos, uma crise na economia mundial não necessariamente se qualificaria como um sinal. Entretanto, quando vista como parte de um padrão mais amplo, a crise econômica é impossível de ignorar. Há muito tempo que os Illuminati indicam que querem impor uma moeda global, preferivelmente na forma eletrônica, usando a tecnologia dos microcircuitos. A China, a Rússia e a ONU já propuseram, cada uma de forma independente, uma alternativa global para o dólar como uma moeda de reserva internacional. Isto sugere fortemente que a criação de uma moeda mundial é iminente. Para que isto ganhe aceitação generalizada, é necessário que o sistema atual de moedas seja desacreditado. Isto já está sendo feito por meio da destruição tanto do dólar quanto da economia norte-americana, que, quando finalmente caírem, arrastarão para baixo a economia mundial. Esta estratégia é central no plano dos Illuminati de solapar a soberania dos EUA e impor um governo mundial único.


Os Illuminati têm o controle total sobre o suprimento de ouro no mundo. Orquestrando uma alternação para a moeda fiduciária (o papel-moeda impresso) nos anos 1970s, eles armaram a destruição do dólar por meio da inflação. Sem um vínculo com o ouro ou a prata, uma moeda fiduciária não é nada mais que um instrumento de trocas. Como uma reserva de valor, ela é virtualmente inútil e não é confiável. Assim, o conjunto agregado das poupanças mundiais pode ser contraído severamente da noite para o dia se a principal moeda fiduciária, o dólar americano, entrar em colapso. Como os Illuminati também controlam o sistema bancário internacional, podemos esperar que maximizem suas aplicações em ouro e prata físicos antes do calapso do dólar — o que eles já estão fazendo. Como Tiago escreveu:

"Eia, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, por vossas misérias, que sobre vós hão de vir. As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas de traça. O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias." [Tiago 5:1-3].


5. A Igreja de Laodiceia, ou a Igreja do Fim dos Tempos

 

Enfocando de forma muito superficial o Apocalipse e os incríveis eventos que ele descreve, podemos deixar de apreciar o surpreendente retrato da divindade e majestade de Yaohushua. Esta foi uma das razão por que a Igreja Católica suprimiu o livro durante séculos. Os clérigos podiam assim manipular mais facilmente as massas, retratando Yaohushua na forma que mais agrada a Satanás: como outra figura terrena, derrotada, que necessita da nossa piedade. A gloriosa verdade do fim dos tempos é que, a despeito de toda a carnificina e ira, ele culminará no retorno triunfante de Cristo.


Como o principal narrador, Yaohushua apresenta nas páginas do livro uma visão geral de toda a história da igreja, desde sua fundação até o tempo final. Ao mesmo tempo em que proclama Sua autoridade sobre a igreja, Ele faz uma avaliação do desempenho dela em cada um dos sete períodos históricos consecutivos. Essa avaliação é feita na forma de uma carta a cada uma das sete igrejas que existiam naquele tempo na Ásia Menor (região oeste da Turquia). Os eruditos bíblicos do passado não viram a conexão entre as sete igrejas locais e os sete períodos de tempo profético, mas os eruditos dos últimos cem anos concordam que era isto exatamente o que Yaohu tinha em vista. Esta interpretação é confirmada pelos eventos, em que o desempenho de cada igreja é totalmente consistente com a avaliação profética feita por Yaohushua.


Os sete períodos históricos desde a fundação da igreja e o fim dos tempos são os seguintes:


• Igreja de Éfeso: anos 70-170 (duração: cerca de 100 anos).


Durante este período a igreja ainda estava tentando criar uma base sólida e evitar as heresias que a atacavam de todos os lados: "Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos... Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres." [Apocalipse 2:2,5].


• Igreja de Esmirna, anos 170-312 (duração: cerca de 142 anos).


Solidamente firmada, a igreja ficou exposta a uma pavorosa perseguição durante este período: "Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás. Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida." [Apocalipse 2:9-10].


• Igreja de Pérgamo, anos 312-606 (duração: cerca de 294 anos).


Durante este período, a igreja perdeu muita de sua vitalidade, após a tomada do poder por prelados de alto nível hierárquico em Roma. Cristo se refere a isto como a doutrina dos nicolaítas (da palavra nikao, que significa conquistar, e laos, que significa povo; assim, as estruturas de poder em Roma oprimiam os fiéis: "Assim tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu odeio." [Apocalipse 2:15].


• Igreja de Tiatira, anos 606-1520 (duração: cerca de 914 anos).


O centro de poder em Roma estava agora dominando a igreja e corrompendo o verdadeiro evangelho. Ele também introduziu um rito de sacrifício que era pagão em sua natureza e estabeleceu um falso profeta como seu líder: "Mas algumas poucas coisas tenho contra ti que deixas Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que forniquem e comam dos sacrifícios da idolatria." [Apocalipse 2:20].


• Igreja de Sardes, anos 1520-1750 (duração: cerca de 230 anos).


A igreja ficou moribunda durante este período. Até mesmo a Reforma, que deveria ter restaurado a verdadeira igreja de Cristo, esteve mais preocupada com as questões políticas: "E ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos do Criador, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto."[Apocalipse 3:1].


• Igreja de Filadélfia, anos 1750-1900 (duração: cerca de 150 anos).


A igreja rejuvenesceu durante este período, com a ampla disseminação das traduções fidedignas da Bíblia ("guardaste a minha palavra") e um acentuado aumento no evangelismo e na obra missionária: "Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome."[Apocalipse 3:8].


• Igreja de Laodiceia, anos 1900 em diante (duração: ainda indeterminada).


Esta é a época em que estamos agora. O zelo do período anterior foi perdido e a fé entre a maior parte dos cristãos verdadeiros é morna. Esta é uma condição muito desagradável para o Criador: "Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca."[Apocalipse 3:15-16].


Quanto tempo durará a época de Laodiceia? Tudo indica que ela já esteja bem avançada e que poderá culminar a qualquer momento no cenário de fim dos tempos descrito no Apocalipse. Vale a pena observar que John Todd, um ex-membro de alto nível dos Illuminati, acreditava que o fim da época estava iminente já no fim dos anos 1970s. Muitos outros analistas (atalaias posicionados sobre a muralha) acreditam que os Illuminati já quiseram dar sua vigorosa marretada antes, mas as condições não eram exatamente as corretas. Sabemos agora pela leitura do Apocalipse que os eventos acontecerão, de modo que não há nada que possamos fazer para impedir. Mas, como cristãos nascidos de novo, devemos fazer como O Salvador mandou e observar os sinais, nos preparar apropriadamente e pregar as boas novas como nunca antes. Também devemos ter em mente que Yaohu é quem decide o calendário para os eventos, não os Illuminati e nem as forças das trevas.


6. Apostasia

 

A Bíblia diz que o fim dos tempos também testemunhará um grande colapso, um "afastamento" nas igrejas: "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição." [2 Tessalonicenses 2:3].


A igreja referida pelo apóstolo Paulo é o corpo coletivo de cristãos nascidos de novo. A destruição da igreja já está bem adiantada, com um afastamento maciço de muitas denominações protestantes da verdadeira mensagem da Bíblia. Grupos chamados de cristãos, como os mórmons e as testemunhas de Jeová, não aceitam o evangelho de Cristo, conforme delineado na Bíblia, enquanto que a Igreja Católica institucional é pouco mais do que uma religião pagã com um verniz bíblico. Por exemplo, a maioria dos membros dessa igreja reverencia a virgem Maria como co-mediadora, uma deusa sem pecado que ascendeu fisicamente aos céus.


Muitas 'igrejas' cristãs existentes estão tão profundamente infiltradas pela cultura maçônica e tão infectadas pelas crenças de Nova Era que decadência delas é certa. Cada vez mais, práticas do tipo pentecostal, que envolvem a invocação de entidades sobrenaturais, estão se estabelecendo e corrompendo a pureza do evangelho.


Esta apostasia se acelerará e atingirá proporções épicas quando a grande enganação chegar: "E por isso O Criador lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira." [2 Tessalonicenses 2:11]. Essa "mentira" refere-se ao Anticristo e à incrível fraude que ele perpetrará contra a humanidade. De acordo com o apóstolo Paulo, um número muito grande de cristãos professos cairá nesse engano e adorará ao impostor.


Quantos cristãos nascidos de novo existem no mundo? O número porcentual caiu acentuadamente nos últimos 50 anos. Em uma população global de mais de 6,5 bilhões, talvez não existam mais de 50 milhões de cristãos — em uma estimativa otimista. Isto representa menos de 1% e continua caindo! Exploraremos a vindoura enganação em mais detalhes a seguir.


7. Maçonaria

 

Os britânicos implementaram seu sistema de controle político e social em todo o mundo por meio dos pilares antigos da Maçonaria. As várias colônias britânicas eram mantidas na linha por meio de suas respectivas redes maçônicas e dirigidas por esse meio quando os Estados vassalos recebiam independência. Por exemplo, o Canadá tem uma extensa base de poder maçônica, como também a Austrália, a Nova Zelândia e a África do Sul. As colônias americanas eram controladas pela Maçonaria desde o início. A maioria dos países europeus tem estruturas correspondentes, sendo as mais conhecidas o Grande Oriente na França, e a loja P2, na Itália e no Vaticano.


Hoje, estima-se que existam 5 milhões de maçons nos EUA, embora talvez este seja um número conservador. Os maçons têm assento nas diretorias de todas as grandes empresas transnacionais, instituições bancárias e empresas comerciais. Eles controlam o governo em Washington e sempre fizeram isto, desde o começo. Nos níveis mais altos, a Maçonaria é luciferiana; isto é, eles consideram Lúcifer como o verdadeiro deus e o Pai Celestial como um sagaz impostor. O objetivo da Maçonaria é criar uma Nova Ordem Mundial, em que o verdadeiro cristianismo, que eles veem como uma aberração e um obstáculo para a iluminação, será obliterado.


Como escreveu o autor Bill Cooper: "Eu digo a vocês que a Maçonaria é uma das mais ímpias e terríveis organizações que existem no mundo. Os maçons são grande atores na luta pelo domínio mundial. O Grau 33 está dividido em duas seções; uma contém o núcleo dos Illuminati luciferianos e a outra contém aqueles que não possuem conhecimento algum sobre isto." (livro Behold a Pale Horse).


Outras sociedades fraternais, como a Ordem de Malta e os Cavaleiros de Colombo, trabalham em sintonia com os maçons e operam um protocolo para reconhecer seus respectivos sistemas de iniciação e graduação.


A Maçonaria nunca foi mais forte, mais rica e mais influente do que é hoje. O controle que agora tem sobre as questões internacionais é tão grande, que ela pode se mover decisivamente rumo à formação de uma Nova Ordem Mundial. Ela também está sob pressão para fazer isso o mais breve possível, antes que as informações sobre sua organização e propósito de tornem amplamente conhecidas.


8. Magia e Ocultismo


Houve dois grandes surtos no interesse do público pela literatura ocultista na história. A primeira foi na Alemanha, após a Primeira Guerra Mundial, e a segunda está ocorrendo hoje debaixo do guarda-chuva do movimento de Nova Era (que será discutido adiante). Essas obras ocultistas, que estão baseadas em grande parte nos escritos de Helena Blavatsky e Aleister Crowley, são extremamente potentes. Elas não podem ser consideradas como filosofias excêntricas que apelam somente a alguns indivíduos descontentes, mas são na verdade uma grande força sobrenatural. Elas foram produzidas, não por autores humanos, mas por anjos caídos que agiam por meio desses autores. Usando um processo conhecido como escrita automática (psicografia), ou canalização, um anjo caído pode transmitir segredos ocultistas dinâmicos para uma audiência selecionada. Tanto Blavatsky quanto Crowley trabalharam conscientemente com seus respectivos espíritos-guia demoníacos e se orgulhavam abertamente de seus papéis em trazer esses materiais poderosos ao mundo físico. O médium Edgar Cayce foi outro importante canal de materiais ocultistas e de Nova Era, porém, ao contrário de Blavatsky e de Crowley, parece que não estava ciente da sua origem demoníaca.


A quantidade de programas no horário nobre da televisão que estão dedicados à feitiçaria e ao ocultismo é impressionante. Cinquenta anos atrás, a maioria dos pais faria oposição ferrenha à apresentação de feitiçaria e das artes arcanas do encantamento para seus filhos, porém isto é precisamente o que as crianças e adolescentes estão recebendo hoje por meio de centenas de filmes, livros e canções de música Rock. Infelizmente, somente alguns poucos indivíduos solitários reconhecem os perigos e expressam suas preocupações.


O número de praticantes do ocultismo nos EUA e na Europa cresceu muito nos últimos 50 anos. Estima-se que por volta de 1980, havia mais de 100.000 conciliábulos de bruxos somente nos EUA. A Wicca, um sistema básico para ingresso na feitiçaria, é a religião de mais rápido crescimento nos EUA. Os livros sobre magia negra são muito fáceis de obter. Todos vêm acompanhados por uma maldição demoníaca que se agarra ao leitor e o leva mais profundamente para o labirinto do ocultismo. Os praticantes são encorajados a convidar secretamente potenciais interessados e a formar novos conciliábulos. O satanismo é agora uma religião reconhecida oficialmente dentro das forças armadas dos EUA. Virtualmente todos na indústria do cinema em Hollywood estão envolvidos no ocultismo, de uma forma ou de outra. É por este motivo que tantos filmes produzidos pela máquina de Hollywood, o principal sistema de doutrinação no mundo hoje, são profundamente simpáticos ao ocultismo. Muitos promovem a feitiçaria e a magia, e alguns são abertamente satânicos. Todos são criados, de uma forma ou de outra, para dessensibilizar os espectadores, afastá-los dos valores bíblicos e apresentar para eles alternativas ocultistas plausíveis. O modo como isto tem sido feito nos últimos 50 anos é simplesmente chocante. O resultado é que muitos no mundo ocidental hoje acreditam em uma realidade sobrenatural benigna que não tem conexão alguma com o Criador. Este é um sinal preocupante do fim dos tempos.


9. ÓVNIs

 

Hollywood também tem obsessão por óvnis. Poucas pessoas parecer perceber que estes também são demoníacos. A vindoura enganação do fim dos tempos provavelmente incluirá a chegada na Terra de seres supostamente extraterrestres. As forças militares dos EUA já possuem a tecnologia necessária para produzir uma nave espacial extraterrestre. Voos de teste com essas naves já foram observados em diversas ocasiões em localidades remotas. É por isto que a tecnologia da aviação civil não avançou de um modo fundamental desde o início do século 20. Embora grandes avanços tenham sido feitos desde então, a aplicação ficou confinada na maior parte aos projetos militares secretos. Por exemplo, sabe-se que os nazistas produziram uma nave antigravidade primitiva, que mais tarde foi transferida para as forças militares dos EUA na Operação Clipe de Papel e desenvolvida em uma escala mais ambiciosa.


As milhares de abduções por extraterrestes que são reportadas, muitas das quais envolvem alguma forma de abuso sexual, são demoníacas em sua origem. No passado, a vítima era atacada durante o sono por um íncubo ou súbuco, um demônio sexual. Hoje, as entidades sobrenaturais que estão por trás desses ataques estão optando por aparecer como extraterrestres. Isto tende a disfarçar sua origem demoníaca e reduz a probabilidade que a vítima invoque o santo nome de Cristo para receber proteção. De fato, há evidência que muitas vítimas, ao mesmo tempo que se sentem esgotadas por esses ataques, também ficam fascinadas pela experiência e fazem somente um esforço simbólico para evitar que elas ocorram novamente.


Algumas dessas abduções parecem ter um componente físico. Isto sugere que as entidades demoníacas envolvidas, os extraterrestres "cinza", encontraram um modo de operar nesta dimensão física, porém de uma forma limitada. Se este for o caso, então isto se encaixa perfeitamente com o cenário do fim dos tempos.




Toda a enganação é supervisionada pelos anjos caídos, que se rebelaram contra o Criador. Eles dão as instruções para as entidades demoníacas menos poderosas que infestam o reino sobrenatural, algumas das quais talvez sejam os espíritos dos nefilins, que morreram durante o período anterior ao Dilúvio. (Os nefilins são as criaturas mencionadas em Gênesis 6, os descendentes dos anjos caídos que se relacionaram sexualmente com as mulheres.).

Hollywood exerce um papel importante em tudo isto, promovendo a noção que os óvnis são reais e que o planeta Terra foi "semeado" por uma raça de extraterrestres milhões de anos atrás. Muitos filmes já apresentaram essa ideia de uma forma ou de outra. A humanidade está sendo gradualmente condicionada a acreditar nisso. Logicamente, as implicações devem ser óbvias. Se os homens foram criados por uma raça de extraterrestres, então não foram criados por Yaohu. Isto significa que Adão e Eva não foram os primeiros seres humanos. Se eles não existiram, então não poderiam ter caído. Por sua vez, isto significa que Cristo morreu sem um propósito. Se você levar isto até à conclusão lógica, então o cristianismo é apenas uma coletânea de dogmas supersticiosos, uma mistura perigosa de práticas e crenças que impedem a humanidade de avançar para um estágio evolucionário mais elevado. É exatamente nisto que os arquitetos da enganação querem que todos acreditem.


Reflita sobre isto, pois é uma ideia muito poderosa. Como Yaohushua advertiu, a enganação no fim dos tempos será tão grande, que se possível fora, até os eleitos seriam enganados. Que melhor enganação Satanás poderia ter do que uma frota de naves espaciais pairando sobre as principais cidades do mundo, com imagens sendo transmitidas em alta definição para cada residência, e criaturas "extraterrestres" se comunicando com os líderes mundiais? Os avanços na engenharia genética permitem que os cientistas, se desejarem, possam misturar os genes humanos com os de outras espécies. Os híbridos resultantes poderiam ter a aparência de criaturas de outro mundo.


As condições técnicas necessárias para encenar uma enganação desta magnitude surgiram somente nos últimos 25 anos. Dado seu impacto potencial, seria prudente para os cristãos assumirem que este cenário, ou algo similar, esteja sendo cuidadosamente preparado pela elite extremamente rica que controla este mundo, dirigida, é claro, pelo Pai da Mentira.


Muitas informações são disseminadas para apoiar esta enganação, reforçadas pelos relatos de supostas "pessoas de dentro que desertaram", abandonando os projetos militares secretos, ou que alegadamente tiveram acesso a documentos sigilosos. William Cooper, cujo livro Behold a Pale Horse, se tornou uma fonte primária para aqueles que acreditam em óvnis, suspeitava que até ele mesmo pudesse ter sido enganado pelos Illuminati. No capítulo 12 de seu livro, ele diz:

"Sempre há a possibilidade que eu tenha sido usado, que todo o cenário dos extraterrestres seja a maior fraude na história, destinada a criar um inimigo extraterrestre do espaço exterior de modo a agilizar a formação de um governo mundial único. Já encontrei evidências que isto pode ser verdade. Inclui essas evidências no Apêndice.Aconselho-o a considerar este cenário como sendo provável... Se os extraterrestres são uma fraude, então aquilo que você acabou de ler é exatamente o que os Illuminati querem que você acredite."

"Posso garantir a você, sem sombra de dúvidas, que mesmo que os extraterrestres não sejam reais, a tecnologia É REAL. Existem as naves antigravidade e pilotos humanos que voam com elas. Eu e milhões de outros já as vimos. Elas são metálicas; são máquinas, são de diferentes formatos e tamanhos e, obviamente, são guiadas de forma inteligente." [ênfase adicionada; maiúsculas no original].


10. Drogas e Farmacologia

Nada afeta a mente de forma tão rápida e eficaz quanto uma droga. Satanás tem usado a farmacologia há séculos para enfraquecer a humanidade. A Bíblia nos adverte a respeito dos perigos das drogas e vincula-as com a feitiçaria:

"Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Yaohu." [Gálatas 5:19-21].

"E os outros homens, que não foram mortos por estas pragas, não se arrependeram das obras de suas mãos, para não adorarem os demônios, e os ídolos de ouro, e de prata, e de bronze, e de pedra, e de madeira, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar. E não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua fornicação, nem dos seus furtos." [Apocalipse 9:20-21].

O Dicionário de Vine, que é considerado uma fonte de autoridade pela maioria dos eruditos bíblicos, faz os seguintes comentários sobre a palavra feitiçaria, conforme ela é usada na Bíblia:

"Feitiçaria. pharmakia (or — eia ) (Inglês, pharmacy [farmácia] etc.). Significava principalmente 'o uso da medicina, drogas, encantamentos', depois 'envenenamento', depois 'bruxaria'. A feitiçaria é mencionada em Gálatas 5:20 como uma das obras da carne. Veja também Ap. 9:21; 19:23, Ex. 7:11,22; 8:7,18; Is. 47:9,12. Na feitiçaria, o uso de drogas, simples ou potentes, era geralmente acompanhado por encantamentos e apelos aos poderes do ocultismo, com o uso de vários encantamentos, amuletos, etc., declaradamente destinados a proteger o paciente, ou o consulente, da atenção e poder dos demônios, mas na verdade para impor sobre o consulente os misteriosos recursos e poderes do bruxo."

A feitiçaria é essencialmente o uso de drogas alucinógenas para induzir visões e fazer contato com o mundo espiritual. Quando uados de acordo com os ritos prescritos e regra astrológicas, constitui bruxaria de alto nível. Ex-feiticeiros que se converteram ao cristianismo confirmam a grande importância das drogas na feitiçaria, enquanto que diversas autoridades, como Aleister Crowley, enfatizaram o uso delas na conjuração de demônios.

O livro do Apocalipse (9:21, veja acima) diz que o fim dos tempos será caracterizado pelo uso em ampla escala das drogas de alteração da mente. O uso extensivo dessas drogas hoje em toda a sociedades ocidental é um novo dramático fenônemo social. Até cem anos atrás, as principais drogas psicotrópicas eram a cocaína e o ópio, que estavam confinadas principalmente entre os membros mais decadentes da aristocracia, e a algumas categorias profissionais.


Nos últimos 30-40 anos, o uso das drogas de alteração da mente cresceu muito, afetando hoje cada segmento da sociedade. Essa sinistra transformação cultural teve início nos anos 1960s, cresceu e se tornou uma epidemia. O uso de drogas alucinógenas é visto como uma "escolha de estilo de vida", em vez de uma prática depravada com sérias consequências espirituais. A indústria farmacêutica tem ajudado grandemente essa tendência, promovendo uma ampla variedade de drogas psicotrópicas para uso pela população em geral. Diversos estudos médicos confirmam que, na maioria dos casos em que essas drogas são usadas, notavelmente no tratamento da depressão, alternativas adequadas que não causam dependência estão disponíveis. Embora essas drogas possam ser mais corretamente descritas como estabilizadoras da mente, em vez de drogas de alteração da mente, o uso delas no longo prazo envolve uma mudança permanente, quimicamente induzida, na função cerebral. Assim, elas se enquadram dentro da definição bíblica de feitiçaria, ou pharmakeia.


Praticamente não é necessário apresentar estatísticas sobre o uso das drogas psicotrópicas na sociedade hoje, tanto legais quanto ilegais. Uma grande proporção da população nas sociedades ocidentais foi afetada. Em resumo, um forte indicador do fim dos tempos.


11. Promiscuidade e Perversões Sexuais


A promiscuidade sexual e as perversões sexuais de vários tipos existem há muitos séculos, bem como os crimes graves de natureza sexual. Entretanto, a incidência parece ter aumentado drasticamente nos últimos 50 anos. Isto é especialmente verdadeiro com relação à pornografia, que passou de uma atividade marginal para uma obsessão na corrente dominante da sociedade. A Internet permite que qualquer um, em qualquer lugar, possa visualizar imagens vis e degeneradas. Junto com as vendas de armas e o tráfico de drogas, a pornografia é uma das indústrias mais lucrativas que existem no mundo.


Esta explosão no consumo da pornografia foi acompanhada por um aumento e a aceitação correspondente do adultério, do hedonismo homossexual, da pedofilia, das experiências sexuais, do sexo entre menores de idade e do comportamento bissexual. Em resumo, uma estrutura de ética sexual que existiu durante milênios foi completamente destruída em aproximadamente 50 anos.


12. Relativismo Moral

 

Até os anos 1960s, mais ou menos, a vasta maioria das pessoas acreditava na existência de absolutos morais. Hoje, tudo isto mudou. A maioria das pessoas perdeu seu senso de certeza. Ela aprenderam a aceitar que os valores morais são definidos culturalmente e que as sociedades definem seus próprios padrões morais. Isto foi reforçado por um sistema judicial, na maioria dos países ocidentais, que procura reinterpretar as leis e os princípios antigos em termos de sensibilidades e percepções modernas. Subitamente, as pessoas passaram a ter "direitos" que nunca tiveram antes, "direitos" que são tão elásticos e tão ajustáveis que qualquer senso universalmente aceito de certo e errado foi completamente perdido.


Novamente, os valores que existiram durante milênios foram derrubados em um período muito curto de tempo. Os Dez Mandamentos, que fundamentaram nosso pensamento moral durante séculos e forneceram a estrutura para nossos sistemas judiciais, foram completamente colocados de lado. Lembre-se, tudo isto ocorreu nos últimos 50 anos Até mesmo o assim chamado Iluminismo do século 18, que fez tanto para solapar o cristianismo, não conseguiu criar uma sociedade baseada no relativismo moral.


É principalmente por meio do relativismo moral que estamos vendo hoje o cumprimento das condições que Paulo declarou que caracterizariam o fim dos tempos:

"Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Yaohu, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te." [2 Timóteo 3:1-5].


13. Música Rock e Hollywood


John Todd, um ex-membro de alto nível dos Illuminati nos EUA, advertiu repetidamente durante os anos 1970s que a música Rock foi criada especificamente para destruir os valores tradicionais. Ele disse que ela fazia isso abrindo os ouvintes para uma influência ocultista. Muitos roqueiros famosos estavam sabidamente canalizando suas canções a partir do mundo sobrenatural e até se orgulhavam que determinadas canções vieram formadas para dentro de suas mentes. Isto ainda acontece hoje, quando os grupos de Rock falam abertamente de sua afiliação com Satanás e incluem calorosas referências a ele em suas canções.


Todd também disse que os Illuminati controlavam e financiavam a rede de companhias que produziam este tipo de música. Frequentemente, o disco-mestre era levado até uma sala especial no estúdio, onde espíritos demoníacos eram invocados por meio de rituais de magia negra e instruídos a infestarem cada cópia criada a partir daquele disco. É um princípio bem conhecido da feitiçaria que objetos físicos podem ser amaldiçoados desta maneira e usados como um conduíte para as forças das trevas. O ouvinte não está ciente que essa influência ocultista é levada para sua casa quando compra um desses discos e isto é reforçado toda vez que ele ouve a música.


Sendo ignorante a respeito da feitiçaria, a maioria das pessoas não tem ideia que isto está acontecendo. Até mesmo simples camponeses na Idade Média sabiam disso e tomavam o cuidado de nunca aceitar um objeto amaldiçoado. Mas, lamentavelmente, o homem moderno tem sido enganado com relação à prevalência e poder da feitiçaria.


Todd também chamou a atenção para o poder de Hollywood. Devido à sua posição como um membro de alto nível dos Illuminati, ele tinha contatos privilegiados com muitas personalidades importantes na indústria do entretenimento. De acordo com Todd, praticamente todos em Hollwood são membros de um conciliábulo de bruxos, ou praticantes do ocultismo, de uma forma ou de outra. Isto é consistente com a temática ocultista de muitos filmes produzidos em Hollywood, que promovem o paranormal, a magia, as práticas e crenças demoníacas. Ele citava o filme Guerra nas Estrelas como um exemplo, afirmando que todos os principais atores tiveram de fornecer prova escrita de que participavam de um conciliábulo. Esse filme foi o primeiro a promover abertamente "a Força", que é o nome dado pelos bruxos ao poder de Lúcifer.


Hollywood também está sendo usado para fazer avançar a agenda dos extraterrestres. Inúmeros filmes foram produzidos nos últimos trinta anos para disseminar a mensagem que os extraterrestres são reais e que visitam regularmente nosso planeta. Como já mencionado antes, os ETs são na verdade demônios em disfarce. Ele adotam a forma que as pessoas estão sendo condicionadas a aceitar como parte da ordem natural. Hollywood tem um papel-chave nesse processo de condicionamento.


Alguns sugerem que a agenda dos extraterrestre, em particular o fenômeno das abduções, está sendo promovida, pelo menos em parte, para explicar o Arrebatamento. Imediatamente antes da Segunda Vinda de Cristo, todos os cristãos nascidos de novo serão tirados deste mundo "em um piscar de olhos", como diz o apóstolo Paulo. Isto criará muitos problemas para os Illuminati, pois o súbito desaparecimento de tantas pessoas levará os incrédulos a se perguntarem se aquilo que a Bíblia diz é verdade. Entretanto, se os Illuminati tiverem uma "explicação" pronta, baseada no grande número relatado de abduções por extraterrestres, então provavelmente não terão de enfrentar muita resistência — ou pelo menos eles acreditam assim. Se isto parece exagerado para você, lembre-se que os eventos destritos no Apocalipse são diferentes de tudo aquilo que já aconteceu na história humana. Além disso, sabemos que tudo acontecerá exatamente como descrito, até os mínimos detalhes. O Criador revelou tudo para nós, para nosso benefício, para permitir que nos preparemos ao observarmos os sinais. Mostrar isto é o objetivo deste trabalho.


14. Idolatria e Ateísmo

 

A idolatria é listada junto com a feitiçaria em Gálatas 5: "Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Yaohu." [Gálatas 5:19-21].


Além disso, a idolatria é identificada em toda a Bíblia como um pecado que é profundamente ofensivo ao Criador. Os cristãos modernos tendem a interpretar a idolatria de forma superficial, como a mera adoração aos ídolos. Todavia, a idolatria em seu verdadeiro sentido é atribuir sua felicidade e bem-estar a qualquer um que não seja Yaohu! Se tomarmos esta definição, o verdadeiro sentido bíblico do termo, então nosso mundo moderno, aquele que tomou forma nos últimos 50 anos, é de longe o mais idólatra na história.


O ateísmo e o gnosticismo são frequentemente retratados como posições filosóficas legítimas, mas são apenas outro nome para a idolatria. Qualquer um que não credite a Yaohu toda a criação, está pondo confiança em alguma outra coisa. Não importa o que seja essa "outra coisa". O Criador, em Sua palavra, define isto como idolatria. O Apocalipse cita a idolatria como uma grande doença espiritual no fim dos tempos pelo menos cinco vezes: 2:14, 2:20, 9:20, 21:8 e 22:15 — uma doença que agora é desmedida em nossa sociedade moderna.


15. Aquecimento Global


O apóstolo Paulo diz que o Criador enviará uma forte operação do erro no fim dos tempos: "E por isso Yaohu lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira." [2 Tessalonicenses 2:11].


Como já observamos antes, isto se refere ao programa de enganação que levará ao aparecimento do Anticristo. Essa operação do erro poderá também incluir uma encenada invasão por extraterrestres do espaço exterior (para "unir" o planeta e garantir a criação de um governo mundial). O apóstolo Paulo aponta para uma enganação dessa magnitude quando fala do "poder e prodígios de mentira", que acompanharão o Anticristo: "E então será revelado o iníquo, a quem o Criador desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem." [2 Tessalonicenses 2:8-10].


Observe também que o apóstolo está dizendo que a humanidade, por causa de sua imoralidade, de sua "injustiça", será facilmente enganada!


A "forte operação do erro" poderá também ter outros componentes. Podemos esperar que Satanás use todo estratagema imaginável para implementar seu plano. Há boa razão para acreditar que o aquecimento global é um desses truques. É outra ideia para unir o mundo, desta vez contra o inimigo comum conhecido como aquecimento global. O modelo científico que está sendo usado para "provar" que a temperatura atmosférica está se elevando em uma velocidade inaceitável é extremamente cru, e pequenas variações nos parâmetros de entrada podem levar a resultados tremendamente diferentes. É um fato bem conhecido que os cientistas que apoiam a tese do aquecimento global recebem muito mais financiamento e reconhecimento do que aqueles que se opõem à ideia. O modelo que eles estão usando praticamente não leva em conta o impacto da radiação cósmica na formação de nuvens em diferentes níveis da atmosfera, um fato que sabidamente tem um impacto definido sobre as temperaturas globais. Por sua vez, isto é influenciado pela intensidade da radiação cósmica, que por sua vez é influenciada pela rotação do sistema solar! Qualquer afirmação que todos esses fatores foram integrados com sucesso em um modelo científico sólido é uma grande mentira.


Sabe-se também que desde os anos 1970s, os EUA e a Rússia possuem tecnologias que podem distorcer os padrões continentais do clima. As gigantescas instalações no Alasca, conhecidas como HAARP, que cobrem vários quilômetros quadrados, provavelmente estão sendo usadas para derreter as calotas polares e permitir o acesso aos vastos recursos naturais naquela região. Assim, a perturbação sentida nos padrões climáticos globais também pode ser consequência de muitos fatores diferentes das emissões de gases do efeito estufa.


A enganação do aquecimento global também permitirá que os Illuminati introduzam o imposto do carbono, outro modo de drenar somas enormes de dinheiro da economia mundial e canalizá-las para seus muitos projetos malignos. Ela também tem o objetivo de aumentar a preocupação com a ecologia e a sustentabilidade da vida na Terra. É interessante que isto está fazendo as mentes e corações se voltarem para o princípio de Gaia, a crença panteísta que a Terra é um organismo vivo. Os Illuminati querem incorporar o conceito de Gaia, ou a Mãe Terra, que é central no paganismo e na feitiçaria, dentro de sua proposta Religião Mundial Única.


Se você acha que eles nunca seriam assim tão espertos, pense novamente. Há várias décadas que estão contratando as mentes mais brilhantes no mundo para desenvolverem e implementarem seus planos. Por exemplo, a dimensão de Política Social de seus planos foi elaborada em detalhes nos anos 1960s e implementada ao longo das décadas seguintes. Para uma preocupante visão a respeito das ideias deles, veja as análises do Dr. Lawrence Dunegan, a respeito de uma apresentação feita pelo Dr. Richard Day, em 1969. (Uma cópia do trabalho do Dr. Dunegan foi publicada no site Scribd.com). O Dr. Day defendia, e os Illuminati implementaram, políticas que enfraqueceram grandemente a unidade familiar, tornaram as crianças mais dependentes do governo para obterem sua educação moral, desvincularam o sexo da reprodução, fizeram avançar os divisivos valores feministas, apoiaram o aborto, a eutanásia e o suicídio assistido. Não pode haver dúvidas que as outras dimensões do programa dos Illuminati para transformação — econômica, política, militar, no meio ambiente, etc. — foram planejadas exatamente com o mesmo cuidado.


Compreenda que muitos desses homens acreditam que estejam agindo em benefício da humanidade. De acordo com a filosofia deles, a democracia moderna e seu sistema de países soberanos está condenado ao fracasso. Eles acreditam que as massas são incapazes e indispostas para decidir seu próprio destino e que, dentro de pouco tempo, o planeta estará superpovoado e se tornará ingovernável. Quando esse tempo chegar, será tarde demais para intervir. Portanto, eles estão intervindo agora. Na visão deles, somente o fascismo benigno — um governo autoritário e centralizado — é que pode impedir a anarquia.


16. Um Governo Mundial


Os líderes mundiais frequentemente se referem à Nova Ordem Mundial que está sendo proposta. Embora eles sejam relutantes em revelar exatamente o que ela significa, pessoas que já foram influentes no passado e pertenceram ao círculo do poder, confirmam que ela envolverá, entre outras coisas, a formação de um Governo Mundial Único. Os países soberanos abrirão mão de sua autonomia para um superestado mundial, controlado pelos Illuminati. Eles estão trabalhando para este fim há muito tempo. Por meio da planejada carnificina da Primeira Guerra Mundial, eles produziram a Liga das Nações. Quando o Congresso dos EUA deixou de ratificar a participação do país, eles criaram o caos em uma escala ainda maior com a Segunda Guerra Mundial. Isto levou à criação da ONU, uma organização guarda-chuva que exerce uma pequena parte da autoridade anteriormente exercida pelas nações soberanas.


Como o novo superestado proposto necessitará de uma instituição política adequada, por meio da qual possa impor sua autoridade, uma nova instituição será criada, ou os poderes de uma instituição já existente — muito provavelmente a ONU — serão expandidos de forma significativa. O poder da ONU tem sido incrementado de forma gradual desde sua fundação em 1945 e diversos órgãos subsidiários foram criados para apoiá-la — a UNESCO, o UNICEF, o OMS, a Corte Internacional de Justiça, etc. A ONU já tem seu próprio exército e o poder para invadir e ocupar países soberanos. A União Europeia foi também outro produto da Segunda Guerra Mundial, um superestado europeu governado por uma burocracia centralizada, que também é controlada pelos Illuminati.


O livro do Apocalipse declara que o Anticristo reinará sobre um superestado mundial. Como vimos, esse superestado já está em formação. Tudo o que é necessário é uma crise de tal magnitude que, para restaurar a paz, a maior parte das populações das nações independentes alegremente cederá sua soberania para uma autoridade global. Essa crise provavelmente envolverá uma guerra mundial de curta duração, pandemias produzidas pelo homem nos países ocidentais e um colapso orquestrado do sistema financeiro internacional. Este último já está acontecendo, enquanto que os pontos regionais sensíveis necessários para se juntarem em uma conflagração global estão sendo cuidadosamente preparados. Entre eles se incluem o Paquistão, o Afeganistão, o Iraque, Irã, Síria, Israel, Coreia do Norte, Somália, Sudão, Congo, Caxemira, Xinjiang, Geórgia, Chechênia e alguns outros menores. Grandes ataques "terroristas" contra alvos ocidentais, possivelmente envolvendo artefatos nucleares, também podem ser esperados. Estes sinais sugerem que estamos chegando ao fim dos tempos.


17. A Tecnologia Eletrônica


O ciclo de eventos do fim dos tempos não poderia iniciar antes do advento das comunicações visuais internacionais. Sabemos disto por que o livro do Apocalipse diz que as mortes das duas testemunhas, no Capítulo 11, serão vistas por todos os que habitam sobre a Terra: "E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco... E os que habitam na terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão, e mandarão presentes uns aos outros; porquanto estes dois profetas tinham atormentado os que habitam sobre a terra. E depois daqueles três dias e meio o espírito de vida, vindo de Yaohu, entrou neles; e puseram-se sobre seus pés, e caiu grande temor sobre os que os viram."[Apocalipse 11:3, 7-10].


Sabemos agora que a eletrônica sofisticada é necessária para implementar o sinal da besta. "Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome." [Apocalipse 13:17]. "E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão..." [Apocalipse 14:9]. O "sinal" será provavelmente um microcircuito inserido na fronte ou na mão, sem o que não será possível realizar qualquer transação comercial ou movimentar uma conta bancária. A posse do microcircuito, que será muito pequeno e fácil de inserir, será condicional à aceitação dos termos e condições definidas pelo vindouro governo mundial. Como esses termos e condições estarão em conflito com os dogmas do cristianismo, qualquer um que aceitar o "sinal" e fizer o juramento de fidelidade à N. O. M. estárá na verdade rejeitando a fé em Cristo. A tecnologia que permitirá que isto aconteça, em conformidade com a profecia bíblica, apareceu somente nos 10-15 últimos anos. Outro importante sinal do fim dos tempos.


A eletrônica avançada também é necessária para o cumprimento da seguinte profecia: "E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo;muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará." [Daniel 12:4].


A Internet facilitou um tremendo aumento no conhecimento, nunca visto antes na história. Hoje, qualquer um pode obter um volume maciço de conhecimento e informações, que antes eram muito difíceis de obter. Este é um dos aspectos fundamentais que definem o tempo em que vivemos. Não é maravilha que o Criador tenha feito referência a essa explosão no conhecimento na passagem no livro de Daniel. As palavras "muitos correrão de uma parte para outra" podem ser uma referência ao tremendo aumento nas viagens internacionais que ocorreu nos últimos trinta anos. Milhões de pessoas viajam a cada ano e percorrem uma distância maior em um único dia do que muitos de seus ancestrais percorreram durante toda sua vida.


18. Israel

 



A maioria dos eruditos cristãos dos séculos 16 até o 19 não compreendia o livro do Apocalipse. Muitos cometeram o erro de interpretá-lo como uma alegoria, em vez de como uma descrição concisa de eventos futuros reais. Embora parte da linguagem seja simbólica, os símbolos são bem fáceis de compreender, se você separar tempo para estudar a Bíblia como um todo e associar as profecias do Apocalipse com as profecias em outras partes da Bíblia, notavelmente em Daniel, Zacarias e Mateus capítulo 24.


Por exemplo, muitos eruditos do passado acreditavam que o fim dos tempos poderia chegar antes que a descendência de Jacó estivesse reunida novamente na Terra Prometida. Todavia, a Escritura é bem clara a este respeito. Não havia qualquer possibilidade de o fim dos tempos começar antes da fundação de Israel em 1948: "Portanto, eis que vêm dias, diz o Criador, em que nunca mais dirão: Vive o Criador, que fez subir os filhos de Israel da terra do Egito; mas: Vive o Criador, que fez subir, e que trouxe a geração da casa de Israel da terra do norte, e de todas as terras para onde os tinha arrojado; e habitarão na sua terra."[Jeremias 23:7-8]. Observe que a "terra do norte" é uma referência à ex-União Soviética, que foi o lar de vários milhões de judeus antes do retorno deles à Terra Prometida na segunda metade do século 20.


Em Mateus 24, os discípulos perguntaram a Yaohushua: "Quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?" No curso de Sua resposta detalhada, Yaohushua disse: "Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas." O Velho Testamento nos diz que a figueira simboliza a nação de Israel. Por exemplo, Oséias 9:10 diz: "Achei a Israel como uvas no deserto, vi a vossos pais como a fruta temporã da figueira no seu princípio; mas eles foram para Baal-Peor, e se consagraram a essa vergonha, e se tornaram abomináveis como aquilo que amaram." E Jeremias 24:5: "Assim diz Yaohu, o Pai de Israel: Como a estes bons figos, assim também conhecerei aos de Judá, levados em cativeiro; os quais enviei deste lugar para a terra dos caldeus, para o seu bem." A nação de Israel foi levada em cativeiro e espalhada entre as nações do mundo no período de 70-140. Em 1948, ela foi fundada novamente, após um intervalo de quase 2.000 anos. No tempo de sua fundação, a jovem nação de Israel era "tenra, brotando folhas". Yaohushua nos disse que quando virmos isto acontecer, o tempo está próximo, "às portas".


O livro do Apocalipse descreve a magnitude das forças que serão reunidas contra Israel no fim dos tempos. Exércitos imensos convergirão de todos os lados para destrui-lo: "E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército."[Apocalipse 19:19].


Hoje, a inimizade e hostilidade necessárias para formar essa grande aliança estão perto do ponto de ebulição. Muitas das nações vizinhas possuem arsenais consideráveis, e seus jovens estão sendo treinados a sacrificarem suas vidas para conseguirem a aniquilação deste pequeno país. Tanto o desejo ardente deles de destruir Israel e sua determinação em adquirir os armamentos necessários para alcançar seus objetivos são sinais que o cenário do fim dos tempos está tomando forma rapidamente.


A Bíblia também diz que o fim dos tempos não poderá começar até que a língua falada nos tempos do Velho Testamento tenha sido restaurada entre o povo judeu: "Porque então darei uma linguagem pura aos povos, para que todos invoquem o nome do Criador, para que o sirvam com um mesmo consenso." [Sofonias 3:9]. O hebraico tem sido descrito desde os tempos antigos como "a língua santa". Ele desapareceu como uma língua falada alguns séculos após o início da era cristã e somente retornou ao uso amplo no século 20, com a fundação de Israel. Durante a Diáspora, a língua existiu principalmente na forma escrita e foi fortemente poluída pelas línguas das nações no meio das quais o povo judeu se estabeleceu. Hoje, ela é novamente uma "língua pura", como predito por Sofonias. Esse profeta também predisse o retorno dos judeus etíopes, os falashas, à Terra Prometida: "Dalém dos rios da Etiópia, meus zelosos adoradores, que constituem a filha dos meus dispersos, me trarão sacrifício." [Sofonias 3:10]. O fim dos tempos não poderia iniciar antes que essa profecia se cumprisse. Os falashas retornaram a Israel em grandes números em 1984 e nos anos seguintes.


19. Evolução
A evolução darwiniana, uma crença filosófica popular entre os livres-pensadores e humanistas, tem pouca validade científica. Sua principal atração, a partir da perspectiva deles, é que ela contradiz o relato da criação do homem descrito no livro de Gênesis. Os praticantes do ocultismo há muito tempo procuram um modo de tornar o homem independente de Yaohu. Satanás odeia Yaohu, mas também odeia o homem, porque o homem foi criado à imagem e semelhança de Yaohu. Promovendo a ideia da evolução, o Inimigo espera solapar, se não destruir, a fé do homem em sua verdadeira origem espiritual.


A evolução dá aos praticantes do ocultismo e aos ateístas um modo de explicar a existência do homem, sem ter de torná-lo sujeito às leis inflexíveis e à vontade soberana de Yaohu. Por esta razão, eles investem muito na teoria e procuram provar sua validade, custe o que custar.


Se eles não venderem a teoria em sua forma pura, então tentam apresentá-la como "o modo como Yaohu criou o homem". Isto também é enganoso, pois nenhuma sequência de eventos aleatórios pode produzir uma pessoa viva. Mas, atraindo os cristãos a aceitarem essa casa pela metade — por meio do qual o processo da evolução foi supostamente usado por Yaohu para criar o homem — eles esperam abalar a crença dos cristãos no livro de Gênesis e a destruir um dogma básico do cristianismo. Se o homem evoluiu, então ele nunca existiu em um estado de perfeição e nunca poderia ter se rebelado, como Adão e Eva fizeram.


Esteja bem certo sobre o seguinte: a evolução é uma das mentiras mais insidiosas promovidas por aqueles que odeiam o cristianismo e desejam destrui-lo. Se Charles Darwin quis ou não que sua teoria fosse usada para isto não vem ao caso agora.

Portanto, por que a evolução é falsa? Ela é falsa por que é fundamentalmente sem base científica. Para uma teoria científica ser válida, deve ser possível demonstrar como suas partes componentes estão conectadas. Deixando de fornecer exemplos convincentes dos estágios intermediários no registro fóssil, por meio do qual uma espécie deve supostamente passar, a Teoria Evolucionária cai diante do primeiro obstáculo. Até mesmo seus proponentes mais fortes consideram essa omissão extremamente frustrante. Eles também estão lutando para explicar a formação de novas espécies usando seu sistema de mutações aleatórias e sem direção. É interessante que a explicação que eles estão buscando é uma que satisfará a si mesmos primeiro, não apenas aos céticos!


Talvez a maior fraqueza na Teoria Evolucionária seja o buraco que existe em seu centro. A teoria estipula que uma espécie evolui quando um de seus membros adquire uma mutação genética aleatória, que de algum modo expande sua capacidade de sobreviver em um ambiente em transformação. Essa mutação benéfica se propaga pelo banco genétivo via reprodução sexual e confere os mesmos benefícios para as futuras gerações. Entretanto, aqueles que acreditam nesse mecanismo simplista negligenciam o fato que para cada mutação benéfica, existem provavelmente milhares de outras que não são benéficas. Muitas dessas mutações não serão fatais em seu caráter e, portanto sobrevivem e se propagam pela população da mesma forma. Com o tempo, isto levaria à degeneração do banco genético e provocaria o lento desaparecimento da espécie.


Em resumo, a Teoria da Evolução Darwiniana é, em grande parte, um movimento político na ciência para desacreditar o relato da criação dado no Gênesis. Ela tem infectado as mentes de tantas pessoas hoje, que agora está levando à aceitação das experiências com organismos transgênicos. Isto envolve a mistura de genes de mais de uma espécie para produzir organismos (incluindo animais) que não existem, nem poderiam existir, na natureza. Isto, por sua vez, abrirá a porta para a corrupção do genoma humano, à medida que os cientistas tentarem "aprimorar" aquilo que Yaohu criou. Quando essas aberrações genéticas se propagarem pelo banco genético humano, o homem deixará de existir na imagem e semelhança de Yaohu. Esse suposto homem aprimorado é exatamente aquilo que Satanás está tentando fabricar. Que melhor modo de atacar Yaohu do que corromper a semente de Sua mais alta criação?


Certamente, este é um preocupante sinal do fim dos tempos. Yaohushua fez alusão a isto quando disse que o fim dos tempo será similar aos dias de Noé. Acredita-se que isto seja uma referência, não apenas à forma súbita da chegada da vindoura catástrofe, mas também ao fato que ela virá em um tempo em que o banco genético humano estará prestes a ser corrompido. Você se lembra que o Criador enviou o dilúvio para livrar o mundo dos nefilins, a descendência dos anjos caídos que se relacionaram sexualmente com as mulheres. Em seguida, Yaohu regenerou toda a raça humana por meio de oito indivíduos geneticamente puros, que Ele preservou. Como a corrupção do banco genético humano é agora possível e pode ser feita via manipulação genética e com a transmissão de vírus que modificam os genes, há boa razão para acreditar que estamos agora, ou nos aproximando rapidamente, dos "dias de Noé", descritos por Yaohushua.


20. A Teoria do Big Bang

É adequado que a ciência explore os segredos da natureza e tente revelar um pouco mais daquilo que Yaohu criou. Mas, os Illuminati vêem a ciência principalmente como um modo tanto de desenvolver tecnologias controladoras e de solapar a veracidade da Bíblia. Isto é muito evidente na tentativa deles de formularem uma teoria "científica" da criação. Como rejeitam totalmente o Criador Yaohu das Escrituras, estão obrigados a explicar a criação por algum outro modo. De modo típico, eles escolheram uma explicação que é tão complexa, com tantas facetas e suposições, que somente as melhores mentes científicas podem compreendê-la totalmente. O monstro é conhecido como Teoria da Grande Explosão (ou Teoria do Big Bang).


De acordo com essa teoria, toda a criação começou como um ponto tão pequeno que não ocupava espaço algum. Ele era menor que a menor partícula que você poderia imaginar, mas possuía energia infinita e uma temperatura infinita. Esse ponto de singularidade explodiu, por alguma razão, e se expandiu na velocidade da luz, e talvez até mais rápido do que a luz, por um tempo. Como ele veio de lugar algum, todas suas partículas de energia tinham de existir em um estado positivo ou negativo, em quantidades exatamente iguais.

Portanto, se elas se recombinassem, iriam se cancelar mutuamente e produzir o estado original do nada. Entretanto, por alguma razão, houve um ligeiro desequilíbrio no modo como a matéria e a antimatéria estavam distribuídas. Como resultado, a matéria pôde se juntar e formar galáxias sem ser obliterada pela antimatéria. O universo continuou a se expandir e a esfriar, e durante esse tempo as muitas variedades de fenômenos cósmicos que podemos ver hoje podem ter evoluído.


Em resumo, de acordo com esta teoria, devemos acreditar que toda a criação emergiu exclusivamente a partir de um único ponto, que era menor que qualquer grão de poeira na tela do seu computador. Até mesmo os poucos cientistas que dedicaram suas vidas a um exame dessa teoria estão grandemente perturbados por sua complexidade e pelas incontáveis suposições arbitrárias que são obrigados a fazer. Na realidade, a teoria é um vasto modelo matemático, um jogo imenso com milhares de regras intrincadas, em vez de uma hipótese científica que pode ser testada. Muitos fenômenos observáveis são inconsistentes com a teoria, enquanto seus proponentes estão décadas longe de formularem, ou até mesmo de conceberem algum modo sensato de testá-la.


Observe também o papel exercido pela evolução na Teoria da Grande Explosão. Ela requer períodos extraordinários de tempo e um número inacreditável de acidentes fortuítos para produzir qualquer coisa que se assemelhe ao universo que vemos hoje. Muitos cientistas respeitáveis rejeitam a teoria simplesmente com base no fato que ela é incapaz de explicar as leis da natureza, as constantes ultraprecisas que governam o comportamento conhecido da matéria e da energia. O astrônomo real Sir Martin Rees, escreveu sobre seis dessas constantes, que a Teoria da Grande Explosão diz que são puramente arbitrárias, mas todavia elas possuem precisamente o valor numérico necessário para suportar o universo. Elas incluem a relação da força da gravidade com a do eletromagnetismo e a relação da massa perdida para a energia quando o hidrogênio entra em fusão para formar o hélio.


Embora Rees lide apenas com seis números, existem muitos outros cujos valores precisos são críticos para o funcionamento correto do universo e a existência da vida. Os proponentes da Teoria da Grande Explosão querem que acreditemos que todos esses números extraordinários surgiram totalmente de forma aleatória. Isto é um absurdo matemático tão grande que os astrofísicos já especularam que um número infinito de universos foi formado originalmente a partir de um número infinito de singularidades e que nós simplesmente vivemos no único universo que provou ser estável e capaz de manter a vida.


O senso comum deve nos dizer que postulando uma série quase infinita de eventos aleatórios, cada um dos quais precisa produzir exatamente o resultado requerido a partir de uma série quase infinita de alternativas, é possível "provar" quase qualquer coisa. A despeito de seus muitos defeitos, a Teoria da Grande Explosão recebeu ampla aceitação na comunidade científica, bem como nas escolas e faculdades. Promovendo duas formas de evolução — a evolução do cosmos e a evolução biológica — os Illuminati enganaram e levaram milhões de pessoas, que de outros modos são racionais, a acreditarem que o mundo incrível que vemos ao nosso redor, bem como nossa própria existência, são simplesmente produtos de uma série quase infinita de acidentes em um período quase infinito de tempo.


É claro que muitos cientistas preferem se envolver em elaboradas e até ridículas ginásticas mentais do que aceitar o fato que um Pai amoroso e todo-poderoso criou o universo. Em vez de um único ato de fé, eles optam por centenas de milhares de atos de fé secular que são necessários para acreditar na Teoria da Grande Explosão. Novamente, outro sinal significativo do fim dos tempos.


21. Crença Que Satanás Não Existe

Existe hoje uma crença generalizada que Satanás não existe. Isto está de mãos dadas com a crença generalizada que Yaohu não existe. Até mesmo muitos que creem na existência do Criador não acreditam na existência de Satanás, um ser sobrenatural extremamente poderoso que está determinado a conquistar e destruir a humanidiade. Esta situação surgiu somente nos últimos 50 anos. Durante quase 2.000 anos, a crença na existência de Satanás e um profundo respeito pelos estragos que ele pode fazer por meio de suas muitas enganações foi uma parte integrante do nosso caráter. Nós conhecíamos o Inimigo. Hoje, porém, não conhecemos. Isto representa uma grande vitória para Satanás. Que melhor modo de fazer planos contra suas vítimas do que levá-las a acreditar que ele é apenas um personagem de ficção?


Certa vez, um membro de alto nível dos Illuminati observou que a pessoa que Satanás mais odeia é um pregador cristão fundamentalista armado com uma Bíblia em uma tradução fidedigna. Como um cristão compromissado e temente a Yaohu, esse pregador tem o poder de expulsar demônios. Esse é um poder que todos os cristãos possuem, mas a maioria não o conhece. Como a maioria não reconhece a realidade de Satanás, deixa de reconhecer as hordas demoníacas que trabalham para ele. Assim, os cristãos negligenciam o exercício do poder que Cristo lhes deu.


É difícil, se não impossível, encontrar um livro sobre libertação nas prateleiras das livrarias e bibliotoecas públicas. Os Illuminati, que controlam as principais editoras na Europa e nos EUA, tomam o cuidado de garantir que obras desse tipo sejam virtualmente eliminadas. Eles não querem que os cristãos saibam e compreendam o poder que têm em Cristo para expulsar demônios, ou a influência subversiva que os demônios exercem no mundo moderno.


Por meio do controle que exercem sobre a profissão médica, os Illuminati garantiram que a libertação cristã seja rejeitada como uma superstição ridícula. A máquina de propaganda de Hollywood também tem sido usada para promover essa percepção. Diversos filmes arrasa-quarteirão retratam o exorcismo e a libertação com uma atividade repulsiva, em que nenhuma pessoa sensata gostaria de participar. David Meyers, um cristão nascido de novo, que por muito tempo foi um dedicado praticante do ocultismo, confirma que o filme O Exorcista, junto com muitos outros, foram criados especificamente com esse propósito.


Uma falha universal em reconhecer e compreender os poderes das trevas é uma marca fundamental de uma era imersa nas trevas. Outro sinal do fim dos tempos.



22. Aborto e Eutanásia


Poucas questões são tão emotivas quanto o aborto, e com razão. O Movimento Feminista foi criado e financiado pelos Illuminati nos anos 1960s para exigir os "direitos" das mulheres. Elas então começaram a definir esses direitos em termos contrários à Bíblia. Essas definições incluíram o conceito que uma mulher "possui" seu próprio corpo e, assim, pode eliminar dele aquilo que quiser. Isto é claramente contrário à Bíblia, pois ninguém possui seu próprio corpo. "Do Criador é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam." [Salmos 24:1]. Para uma mulher cristã, seu corpo é o templo do Espírito Santo e precisa ser tratado com respeito o tempo todo.


A Bíblia deixa bem claro que o Criador forma nosso corpo no útero materno. Somos humanos desde o momento da concepção. Nem a mãe, e ninguém mais, tem o "direito" de dar fim à vida de um bebê nascituro:
"Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia." [Salmos 139:13-16].


O Yaohushua foi muito enfático sobre a seriedade de qualquer crime cometido contra uma criança: "E qualquer que escandalizar um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e que fosse lançado no mar." [Marcos 9:42].


Estima-se que apenas nos EUA, desde a decisão da Suprema Corte no caso Roe x Wade (1973), cerca de 40 milhões de crianças foram abortadas "legalmente". O número de abortos no mundo inteiro, tanto "legais" quanto ilegais, nos últimos 50 anos, nos países chamados de cristãos, está provavelmente acima dos 100 milhões.


Os Illuminati não querem que vejamos isto do ponto de vista de Yaohu. O nascimento natural de crianças foi o meio ordenado por Ele para a criação de todos os homens e mulheres a partir de Adão e Eva. Em nenhum momento Yaohu deu à humanidade o direito de dar fim à vida no útero materno. Sabemos também pela Bíblia que a morte dos inocentes provoca a ira de Yaohu. Como então Ele deve se sentir ao ver 100 milhões de crianças serem mortas em tempos de paz? A humanidade está sendo extremamente arrogante quando acredita que um crime desta magnitude ficará sem punição. O machado da execução cairá com severidade especial sobre a América, pois ela exerceu um papel muito grande em promover o aborto em todo o mundo.


Continue a se lembrar que Satanás existe e que seu objetivo final é a total destruição da humanidade. Ele continuará a planejar novos modos de fazer os homens acreditarem que estão agindo de uma maneira ética quando na realidade estão violando uma ou mais das leis que nos foram dadas por Yaohu. O ímpeto mundial para legalizar a eutanásia e o "suicídio assistido" é outra tentativa de submeter a humanidade às vontades dos sábios que governam este mundo, os assim chamados "iluminados".


23. Uma Religião Mundial


Existem somente duas religões no mundo, a do Criador e a de Satanás. Embora a última assuma muitas formas diferentes, ela geralmente envolve a adoração de um deus diferente que Yaohu, e a negação que Yaohushua é o Filho de Yaohu, nascido em carne. O sistema religioso de Satanás é algumas vezes conhecido como a religião de Babilônia. Toda religião desde o tempo de Ninrode, cerca de 2.200 AC, tem sido pouco mais do que uma forma disfarçada da religião de Babilônia. Os 'deuses' adorados por essas religiões são na verdade o panteão de alto nível dos anjos caídos, os Principados, que se uniram a Lúcifer na rebelião. Como Lúcifer, cada um desses seres sobrenaturais de alto escalão quer desesperadamente ser adorado como um deus. É por isto que há uma forte correspondência entre os deuses de todas as mitologias antigas. Os panteões de deuses nórdicos, gregos, romanos, egípcios, assírios e hindus têm todos um ancestral comum — a religião de Babilônia. Autores maçônicos influentes, como Albert Pike e Manly P. Hall (ambos os quais adoravam Lúcifer como o verdadeiro redentor) procuraram destacar esses aspectos comuns e relacioná-los com a Maçonaria como a verdadeira religião. [Para um exame mais detalhado da religião de Babilônia, veja meu ensaio intitulado "Why Christians Should Never Pray to The Virgin Mary"].




Existe uma distinção muito clara entre o cristianismo e a religião da Babilônia, porém muitos deixam de vê-la. Por exemplo, Satanás conseguiu criar uma forma oca de cristianismo por meio da igreja apóstata de Roma, que coloca um abjeto pecador no lugar de Cristo e reverencia a virgem Maria como uma deusa. ("Assim diz o Criador: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Criador!" [Jeremias 17:5]). Ele também criou várias falsificações modernas do cristianismo para atrair um número ainda maior de vítimas à perdição. Entre essas formas disfarçadas da religião da Babilônia, então o Mormonismo, os Adventistas do Sétimo Dia e as Testemunhas de Jeová.

De modo a produzir sua Religão Mundial Única, Satanás precisa primeiro integrar as principais religiões do mundo de uma maneira ou de outra. Ele provavelmente fará isto induzindo os membros das religiões a se comprometerem em aliança a um conjunto de princípios espirituais, ou a professarem um credo universal, como a Grande Invocação, dos teosofistas. Essa estratégia provavelmente testemunhará uma expansão ainda maior do Movimento Ecumênico Cristão e a adoção de um credo comum pelo Conselho Mundial de Igrejas (outra criação dos Illuminati).


Os Illuminati estão injetando recursos financeiros nesses projetos há mais de um século. A "abertura" da Igreja Católica pelo papa João XXIII, via Concílio Vaticano Segundo, foi parte desse esforço mundial, como foram as inúmeras viagens ao exterior feitas por João Paulo II. Há muito tempo que as Nações Unidas dão suporte oficial ao movimento ocultista conhecido como Teosofia e, na verdade, incentiva a adoção por todos os povos, da Grande Invocação. Não é necessário muita imaginação para ver que instituições globais altamente influentes estão trabalhando juntas para um objetivo comum.


O grau em que isto está sendo cuidadosamente coordenado é ilustrado nos escritos de Alice Bailey, a principal teosofista do século 20. O tema dominante em seus escritos é o esperado advento de um líder religioso mundial conhecido como Maitreia. Ele é retratado como o Messias dos judeus, o Messias dos cristãos, o Imã Mahdi dos islâmicos, o Krishna dos hindus, a mais ilustre reencarnação do Buda, e o homem-deus aperfeiçoado que há muito tempo é esperado pelos maçons. Diversas fontes ocultistas e de Nova Era afirmam que esse indivíduo já está encarnado na Terra e deverá em breve se apresentar ao mundo. Os membros de alto escalão da ONU acreditam nessa filosofia e, segundo dizem, várias figuras mundiais já teriam se reunido com ele no fim dos anos 1980s.


Os cristãos reconhecerão essa figura como o Anticristo, ou uma figura associada de perto com ele.


Esta tentativa conjunta de criar uma religião mundial unificada sob a liderança de um único líder religioso é sem precedentes na história. Não pode haver dúvidas, dada a natureza tenebrosa do plano, que isto se constitui em um importante sinal do fim dos tempos.


24. O Cristianismo Apóstata

 

Já notamos a existência de igrejas cristãs falsas, notavelmente o catolicismo romano, o mormonismo e as testemunhas de Jeová. Mas, existe hoje, como nunca antes, uma profunda degeneração na qualidade da oração e da adoração entre os cristãos verdadeiros. Cada vez mais, os cristãos nascidos de novo estão sendo atraídos para modos de adoração que são claramente sem base bíblica. Em vez de exercerem discernimento e sobriedade, vemos milhares aceitando manifestações paranormais como dons do Criador, simplesmente por que elas ocorrem em um ambiente religioso. Eles se esquecem que Satanás aparece como um anjo de luz e tem a capacidade de produzir fenômenos que parecem ser milagrosos.


A graça do Criador pode nos tocar enquanto estamos em nosso estado normal de atenção. Satanás, porém, precisa de uma abertura. Ele pode mais facilmente invadir nosso interior se voluntariamente nos retirarmos para um estado de meditação ou um estado similar a um transe. Isto é exatamente o que ele quer. Práticas como a Bênção de Toronto (também chamada de Reavivamento do Riso) são uma perversão do cristianismo, um trágico engano da Nova Era.


Aliadas com isto estão as práticas baseadas na meditação, contemplação e yôga. Elas normalmente envolvem a focalização em um "chacra" (centro de energia na espinha dorsal), ou a submissão a uma força cósmica de algum tipo. Elas não têm nada que ver com o Espírito Santo.


A invocação de "anjos" por cristãos nascidos de novo e outros cristãos professos é outro erro grave. Isto não é nada mais que uma invocação de espíritos imundos que, no disfarce de uma presença aparentemente benevolente, se infiltram e solapam a vida espiritual da pessoa. Satanás tem milhares de formas de entrar em sua vida se você for tolo o suficiente para abrir a porta.


A Bíblia nos adverte a respeito dos incontáveis falsos profetas que aparecerão no fim dos tempos. Como Yaohushua declarou: "E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo."[Mateus 24:11-13]. Além disso, o número desses falsos profetas crescerá à medida que o Período da Tribulação se aproximar: "Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados." [2 Timóteo 3:13]. Parece que poucos cristãos professos hoje estão atentos a essa advertência do Criador. A não ser que a pessoa esteja orando especificamente e pedindo discernimento a Yaohu para reconhecer esses impostores, há um perigo real que ela cairá nessa enganação mortal do fim dos tempos.


A época da Igreja de Laodiceia já viu e continuará a ver um crescimento significativo na apostasia, formas pervertidas de cristianismo que as gerações anteriores de cristãos verdadeiros teriam rejeitado imediatamente.


25. Versões Falsas da Bíblia


Existem hoje tantas versões da Bíblia, que até o cristão mais cético deve reconhecer que pelo menos algumas delas devem ser falsas. Historicamente, existem somente duas fontes de tradução da Bíblia: a de Alexandria e a de Antioquia. Somente uma Bíblia hoje está baseada exclusivamente nos manuscritos existentes de Antioquia. Essa Bíblia em inglês é a Versão Autorizada do Rei Jaime (KJV), de 1611. (NT: Em português, é a tradução de João Ferreira de Almeida, versão Corrigida e Fiel, publicada pela Sociedade Bíblica Trinitariana, ou a mesma tradução na versão Revista e Corrigida, da Sociedade Bíblica do Brasil.).


Incrivelmente, todas as outras versões estão baseadas em alguns poucos manuscritos gregos que podem ser rastreados até Alexandria, no Egito. Isto aconteceu por meio da publicação, em 1881, de uma nova versão crítica, ou consolidada, do Novo Testamento em grego, que foi elaborada por dois eruditos ingleses, Wescott e Hort, e que recebeu o selo de aprovação pelo sistema de poder britânico. Infelizmente, tanto Wescott quanto Hort eram incrédulos e com uma forte inclinação para a teologia católica. Além disso, ambos estavam ativamente envolvidos com o espiritismo e o ocultismo. Portanto, sem qualquer surpresa, o Texto Crítico deles reflete suas idiossincrasias na interpretação da Bíblia. De várias formas sutis, o Texto Crítico minimiza a divindade de Yaohushua, o poder de Seu sangue, Seu status singular como o Filho de Yaohu, a verdadeira natureza da salvação, a ressurreição de Cristo, o nascimento virginal, e muito mais. Como resultado, todas as traduções modernas, como a Nova Versão Internacional, que estão baseadas no texto crítico de Wescott e Hort, são, no máximo, versões aguadas do verdadeiro evangelho.


A Bíblia inglesa na Versão Autorizada do Rei Jaime (King James Version), ou a Bíblia em português na tradução de João Ferreira de Almeida, na versão Corrigida e Fiel, ou na versão Revista e Corrigida, são as únicas que retêm e transmitem o verdadeiro poder da palavra de Yaohu. Muito provavelmente é por esta razão que Cristo, no livro do Apocalipse, elogia a igreja de Filadélfia (período de 1750-1900) por aderir firmemente à verdadeira palavra de Yaohu. A Bíblia diz que virá um tempo em que os homens não terão a Escritura em sua forma pura: "Eis que vêm dias, diz o Yaohu, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Criador." [Amós 8:11]. Essa fome está agora rondando o mundo.


26. O Movimento de Nova Era


A produção de traduções corruptas da Bíblia é parte de uma estratégia de longo prazo para destruir o cristianismo. Essa estratégia, que continua em ritmo veloz, está sendo orquestrada, em sua maior parte, pelos maçons e pelos ricos praticantes da religião de Babilônia. Muitos autores e pregadores cristãos nos últimos cem anos advertiram sobre a existência desse plano, mas seus alertas foram em grande parte ignorados. Alguns autores ocultistas confirmam descaradamente que o plano já está bem avançado. Por exemplo, em seu livro The Externalization of the Hierarchy, a muito influente teosofista Alice Bailey é muito explícita sobre a chegada de uma religião única e seu triunfo sobre o cristianismo.


A tragédia é que a maioria dos cristãos nascidos de novo não está ciente da magnitude e abrangência desse plano, do poder das trevas que está por trás dele, e da extensão em que ele já foi implementado. Meu trabalho de pesquisa intitulado "Eighteen New Age Lies — An Occult Attack on Christianity", entra em maiores detalhes sobre este assunto. Lembre-se, Satanás não quer saber em que você acredita, desde que você não creia em Cristo!


Saturando a mídia, a indústria do entretenimento, a imprensa e as editoras com ideias e imagens enraizadas na filosofia da Nova Era, os cérebros que estão por trás desse plano secreto estão induzindo cada vez mais os cristãos em todo o mundo a aceitarem crenças e práticas que são inconsistentes com suas convicções cristãs, ou até mesmo hostis a elas. Personalidades famosas na mídia, como Oprah Winfrey e Shirley MacLaine, estão sendo usadas para promover essas crenças de uma maneira muito sedutora. A maioria dos cristãos sabe que não deve e nem precisa consultar astrólogos, porém alguns buscam terapias terapêuticas como o Reiki. A maioria rejeita a Teosofia, mas pode olhar com simpatia para a filosofia da Nova Terra do autor Eckhart Tolle. De um modo geral, essa enganação tem sido tão bem empacotada que muitos cristãos nem mesmo suspeitam que eles são os alvos visados.

Por trás de sua camada exterior edulcorada, o movimento de Nova Era é um fermento venenoso, uma forma muito bem disfarçada de feitiçaria. Todo cristão verdadeiro deve evitar esse movimento como a praga.


27. Sacrifícios Satânicos


Poucos cristãos hoje estão preparados para reconhecer a realidade do satanismo, preferindo em vez disso considerá-lo uma mistura de rituais bizarros que têm pouco efeito no mundo em que vivemos. Mas, este é um erro enorme! Os satanistas exploram essa cegueira para sua própria vantagem. Eles sabem que, se os cristãos não reconhecerem esse mal terrível, não orarão para neutralizá-lo.


A magia negra existe há vários milênios. Em si mesma, ela não pode ser considerada um sinal do fim dos tempos. Mas, sua prática está crescendo como nunca antes. Ela é tão popular na América do Norte que as forças armadas dos EUA agora reconhecem a Igreja de Satanás como uma religião oficial, e permitem que seus seguidores realizem seus serviços nos recintos das bases militares, que são instalações do governo. Ex-satanistas confirmam que grupos satânicos operam em todas as principais cidades, procuram atrair novos membros e realizam rituais sinistros destinados a invocar e dar ordens aos demônios. Muitos imigrantes da América Central e da América do Sul estão trazendo suas próprias variedades de magia negra, como a Santeria cubana, o Obeá jamaicano e o Vodu haitiano. Frequentemente, os ritos praticados por esses grupos envolvem o sacrifício de animais. O mais sinistro de tudo, porém, são os sacrifícios humanos.

Poucos estão cientes que Satanás requer sacrifícios humanos regularmente. Sabemos pela Bíblia que o principado maligno conhecido como Moloque exige o sacrifício de crianças pequenas no fogo. Isto tem sido particularmente evidente no século 20, que testemunhou duas guerras muito cruéis, bem como atrocidades em larga escala, como a matança no Cambodja no anos 1970s e em Ruanda, nos anos 1990s. Todas elas foram orquestradas por um grupo pequeno de indivíduos muito poderosos, com vínculos com o ocultismo. Por exemplo, já no fim da Segunda Guerra Mundial, os bombardeios de cidades alemãs e japonesas com bombas incendiárias, não tinha objetivos militares, porém causaram as mortes dolorosas de milhões de crianças. Os praticantes de alto nível no ocultismo sabem que Satanás precisa ser apaziguado de tempos em tempos com sacrifícios em massa desse tipo, caso contrário descarrega sua ira sobre eles.


O aborto legalizado é outro modo de sacrificar crianças. Ele tem a vantagem de garantir a Satanás um contínuo fornecimento de vítimas.


Se você precisa de um exemplo de sacrifício humano atual, considere a cidade de Juarez, que está no lado mexicano da fronteira com o Texas. O cruel cartel de drogas mexicano é controlado por satanistas, que sacrificam regularmente mulheres jovens e virgens, entre 12 e 22 anos, para expandir seus poderes ocultistas. De acordo com a Anistia Internacional, os corpos de 370 mulheres jovens, vítimas de abusos e mutilações, foram encontrados nas proximidades de Juarez em um período de 12 anos, com outras 400 ainda não localizadas.


As autoridades policiais nos EUA e na Europa escondem há décadas os detalhes dos homicídios que são conhecidos como satânicos. Alguns dos incontáveis milhares de jovens adolescentes que desaparecem a cada ano são vítimas desse crime terrível.


Você se lembra como subitamente as civilizações pré-colombianas dos astecas, maias e incas desapareceram? Quando sacrifícios humanos são praticados em uma sociedade considerada civilizada, a total destruição dessa sociedade não pode estar muito distante.


28. Programação e Controle Mental


Grandes avanços foram feitos nos últimos 70 anos no desenvolvimento e aplicação da tecnologia do controle mental. Existe agora uma ampla variedade de drogas para invadir a arquitetura neural da personalidade de um indivíduo e permitir que dados alheios a ele sejam inseridos. Os produtos que estão sendo hoje anunciados pela indústria farmacêutica para modificar a função cerebral e a química neural são apenas uma fração daqueles que são conhecidos e que estão disponíveis para os cientistas. O efeito dessas drogas é grandemente aumentado pelas técnicas baseadas em trauma, para dividir e depois reconstruir a personalidade da vítima.


Há várias décadas que o governo dos EUA realiza secretamente experiências de controle mental, desde o início dos anos 1950s. Informações sobre uma série de experiências realizadas pela CIA (Agência Central de Inteligência), conhecidas como Projeto MK-ULTRA, somente vieram à atenção do público em 1975. Devido à natureza e ao propósito dessas experiências, existe pouca razão para acreditar na declaração oficial que elas foram descontinuadas.

Algumas antigas vítimas dessa forma altamente sofisticada de lavagem cerebral foram desprogramadas por alguns cidadãos preocupados. Elas confirmam que o controle mental está sendo usado para criar mensageiros confiáveis, escravos sexuais e assassinos inconscientes para os Illuminati. Como a tecnologia permite que mais de uma "personalidade" seja criada, a vítima pode ser programada para executar diversas tarefas ao receber o código, ou o gatilho correto. Todo o processo opera de forma similar a uma hipnose, porém em um nível muito mais profundo.


Nos anos 1980s, terapeutas nos EUA começaram a observar um novo e estranho fenômeno entre seus novos pacientes, que veio a ser conhecido como Distúrbio das Múltiplas Personalidades. Esses pacientes tinham sido vítimas de programação mental, porém ela estava começando a ruir e os dados de um compartimento mental, ou "personalidade", estavam afetando os dados de outro compartimento. Os terapeutas tentaram tratar o problema sem compreender sua causa subjacente.


Ex-membros dos Illuminati afirmam que o número de pessoas que já foram submetidas à programação mental está na casa das dezenas de milhares, somente nos EUA, e que muitas delas serão usadas para perpetrar atos de sabotagem, ou crimes similares, quando o tempo certo chegar. Se várias delas forem acionadas ao mesmo tempo, poderão criar muitos estragos e desordens em uma cidade.


A programação e controle mental é outro aspecto da feitiçaria que o Apocalipse cita como uma das principais características do fim dos tempos.


29. Guerras e Rumores de Guerras


O Messias Yaohushua declarou que guerras e rumores de guerras constituirão outro claro sinal do fim dos tempos: "E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim." [Mateus 24:6]. Certamente, o século 20 foi preenchido com guerras terríveis. Talvez nenhuma guerra antes dele, exceto talvez a Guerra dos Trinta Anos, tenha sido comparada com a Primeira e Segunda Guerras Mundiais em termos de número de mortos. O século 20 viu um novo tipo de guerra, a guerra total, em que a carnificina de populações civis inteiras foi considerada um objetivo estratégico aceitável. O mesmo século também viu o assassinato em massa perpetrado por déspotas nacionais, mesmo durante "tempos de paz", em uma escala nunca vista antes, notavelmente as ações de Stalin na Ucrânia, no início dos anos 1930s, e Mao Tsé-Tung, na China.


Muitos analistas acreditam que o mundo esteja agora diante de uma Terceira Guerra Mundial. Imensas placas tectônicas estão se deslocando, à medida que os EUA, a Federação Russa e a China competem pela supremacia em um estágio global que inclui a rápida federalização da Europa e o ressurgimento do Islã militante em vários continentes. Existem também tantos pontos sensíveis que é fácil perder a conta: Paquistão, Afeganistão, Iraque, Irã, Síria, Israel, Coreia do Norte, Somália, Sudão, Congo, Caxemira, Xinjiang, Geórgia e Chechênia. Sabe-se que pelo menos quatro desses possuem armamento nuclear, enquanto que os outros podem ser capazes de obter pequenos artefatos nucleares no mercado negro.


Talvez o único outro período na história que chega perto de satisfazer a profecia feita por Yaohushua seja aquele que antecedeu a Segunda Guerra Mundial. Hoje, estamos em uma situação similar, porém com um risco muito maior envolvido — veja a próxima seção.


30. Armamentos Devastadores


O poder de destruição dos armamentos militares mais eficazes no mundo hoje faz aqueles que foram usados na Segunda Guerra Mundial parecerem insignificantes em comparação, mesmo que aquela guerra tenha causado mais de 60 milhões de mortes! Uma modesta bomba de hidrogênio hoje é mais de 100 vezes mais poderosa do que as bombas nucleares primitivas que foram usadas em Hiroshima e Nagasaki. Nas mãos de um terrorista, uma bomba nuclear pequena, que cabe dentro de uma maleta, pode destruir vários quarteirões de uma cidade em um instante. A engenharia genética tornou possível agora misturar bactérias altamente infecciosas, como os estreptococos com agentes patogênicos letais, como a varíola. Se for dispersa na forma de aerossol sobre uma área densamente povoada, esse tipo de arma biológica tem o potencial de matar milhões de pessoas.


Não há necessidade de nos aprofundarmos nessas possibilidades. Deve ser claro até para o cético mais empedernido que a tecnologia militar atual é mais do que suficiente para permitir o pavoroso cenário descrito no Apocalipse.


Conclusão


Nesta análise, tentamos incluir somente os fatores que a maioria dos leitores pode confirmar por si mesmos. Nosso propósito é mostrar o padrão dos eventos e como eles se relacionam com a profecia bíblica sobre o fim dos tempos. Muitos outros fatores poderiam ter sido incluídos. Por exemplo, não discutimos os preparativos que estão sendo feitos para construir o Terceiro Templo em Jerusalém, a promoção do inglês como a língua internacional fundamental para a Nova Ordem Mundial, a rede de campos de detenção construídos pela FEMA em todos os EUA, o envolvimento clandestino do governo nos ataques de 11/9/2011 e na explosão em Oklahoma City, e o estranho controle do estoque de alimentos no mundo por poucas grandes empresas multinacionais. Em vez disso, limitamos nosso estudo aos trinta fatores principais, que os leitores podem prontamente confirmar.


Se colocarmos em um gráfico a velocidade das transformações — sociais, econômicas, científicas, etc. — ao longo da história, vemos que elas se aceleram com o tempo. A velocidade de aceleração é lenta no princípio, mas aumenta gradualmente até que "decola" — veja o gráfico ao lado. O ponto vermelho mostrado na curva representa como estava o ritmo da transformação no ano 1900. O ritmo de mudança aumentou ainda mais durante o século 20, de modo que hoje ele está muito perto do topo da curva — um ponto de crise na história da humanidade.


Yaohushua falou em termos bem claros sobre o fim dos tempos. Ele advertiu que as pessoas não estariam preparadas, como não estavam nos dias de Noé. A malignidade no mundo hoje se esconde extrememente bem atrás de uma fachada de paz e democracia. Somente aqueles que oram ao Criador é que compreenderão verdadeiramente o que está para acontecer e qual será o resultado. Somente aqueles que oram é que encontrarão proteção.


Se você ainda não estiver fazendo isto, comece a se preparar. Encontre o caminho estreito e submeta-se ao Criador. Obtenha uma cópia da Bíblia em uma tradução fidedigna (veja o Item 25 anterior) e começe a lê-la diariamente. Entre em um relacionamento real com Yaohu e dê ouvidos à Sua direção. Ore diariamente ao Pai Celestial e peça-lhe que prepare você e seus familiares queridos para as provações que estão à frente. Leia o Apocalipse, o único livro da Bíblia que diz especificamente que aqueles que o lerem receberão uma bênção. Como o pastor David Cloud disse certa vez: "Um importante propósito do livro do Apocalipse é colocar as mentes do povo de Yaohu no futuro e fazê-los viver em preparação para se encontrar com o Criador."


Se você não é um cristão nascido de novo e quer saber precisamente o que significa o novo nascimento, leia a explicação dada a seguir.


Os cristãos verdadeiros hoje são criticados e vilificados por crerem na Bíblia. Não está mais na moda ver uma linha clara entre a vontade de Yaohu e a vontade do homem. Dizem que existem muitos caminhos para Yaohu. Mas, isto não é correto. Há somente um caminho para Yaohu, porém milhares de caminhos para Satanás.


Se você não é um cristão nascido de novo, mas está convencido que está correto em suas crenças existentes, então faça a si mesmo as seguintes perguntas:



Por que 40 homens ao longo de um período de 1.600 anos escreveram uma série de 66 livros que contam uma história — a história do plano de Yaohu para a redenção da humanidade — que estão tão conectados tematicamente que ninguém nunca encontrou uma inconsistência em qualquer um deles?



Por que dezenas e dezenas de profecias na Bíblia se cumpriram exatamente como predito?


Por que a Bíblia adverte repetidamente acerca das consequências fatais da idolatria e da religião de Babilônia em todas suas formas?


Por que Yaohushua disse que muitos procurariam o caminho, mas poucos o encontrariam? Por que ele disse que somente aqueles que acharam o caminho é que nasceram de novo?


O Que Significa Nascer de Novo?


Yaohu é amor. Mas, Ele também é um Justo Juíz. Ele é perdoador e misericordioso, mas precisamos nos aproximar Dele pela rota que Ele especificou, que é por meio de Seu Filho unigênito, Yaohushua. O padrão de justiça e de perfeição de Yaohu é tão elevado que SOMENTE alguém sem qualquer mácula pode se aproximar Dele. Como seres caídos, somente podemos adquirir esse estado por meio do sangue derramado de Yaohushua. Não há outro modo.


O evangelho bíblico difere radicalmente de todas as religiões institucionais. Somente ele ensina que o homem caiu e perdeu a harmonia com Yaohu. Essa queda é absoluta, não parcial. Além disso, não há nada que uma pessoa possa fazer para corrigir a situação. Nada, absolutamente nada. A pessoa pode ser gentil, generosa, amorosa, ordeira como quiser, mas NÃO faz diferença para Yaohu. Toda pessoa na Terra hoje está profundamente corrompida aos olhos de Yaohu, mesmo os homens considerados mais "perfeitos" ou "santos" pelos seus pares.


O evangelho bíblico é a única religião que reconhece a verdadeira condição do homem. Todas as outras religiões e filosofias ensinam que o homem obtém a salvação por meio de suas boas obras e pelo comportamento ético. O evangelho bíblico é diferente. O Pai Celestial especificou muito claramente em Sua declaração à humanidade, as Escrituras, que somente a morte sacrificial de Seu Filho satisfaz Seu padrão de absoluta justiça. Por meio de Sua morte na cruz, Cristo fez expiação por nossa natureza pecaminosa aos olhos de Yaohu. Portanto, a não ser que uma pessoa venha ao Salvador em total arrependimento e aceite o dom da salvação, ela está afastada da comunhão com o Criador Yaohu e perdida para sempre.


É necessário "nascer de novo" como um cristão para ser salvo. "Yaohushua respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Yaohu." [João 3:7]. Isto significa que, em algum ponto após atingir a idade da razão, que pode ser por volta dos 8 ou 9 anos, o indivíduo se ajoelha em verdadeiro arrependimento diante de Cristo e O aceita — e Ele somente — como seu salvador. Ao fazer isso, ele também aceita as Escrituras Sagradas como a literal, completa e inerrante Palavra de Yaohu. Deste momento em diante, o indivíduo vive na presença do Pai Celestial e é abençoado com a presença constante do Espírito Santo.


A igreja é formada somente por aqueles que são salvos pela graça, mediante a fé em Yaohushua. Após a experiência da salvação, o cristão nascido de novo experimentará o fruto do Espírito Santo em sua vida, como por exemplo: amor, perdão, paciência, generosidade, humildade, honestidade e serviço ao próximo.


Bibliografia

Albert Pike, Morals and Dogma.

Alexander Hislop, The Two Babylons.

Alice Bailey, The Externalisation of the Hierarchy.

Antony Sutton, America’s Secret Establishment, Wall Street and the Bolshevik Revolution, Wall Street and the Rise of Hitler .

Arthur Pink, O Anticristo (disponível na área restrita de A Espada do Espírito), The Divine Inspiration of the Bible .

Bill Hughes, The Secret Terrorists .

Bill Schnoebelen, Sangue nos Umbrais, Lucifer Dethroned, Maçonaria: Por Trás da Fachada de Luz, Wicca: Por Trás da Bruxaria Branca.

Bob Glaze, Angels in History and Prophecy.

Carroll Quigley, The Anglo-American Establishment, Tragedy and Hope.

Clarence Larkin, The Book of Revelation.

Constance Cumbey, The Hidden Dangers of the Rainbow.

David Cloud, The New Age Tower of Babel Revelation.

David Flynn, Temple at the Center of Time.

Edith Starr Miller, Occult Theocracy.

Eric Phelps, Vatican Assassins.

Frances Yates, Astraea: The Imperial Theme in the Sixteenth Century, The Rosicrucian Enlightenment.

Frederick Mann, The Economic Rape of America.

Fritz Springmeier, Be Wise As Serpents, Bloodlines of the Illuminati, The Illuminati Formula... Mind Controlled Slave, The Watchtower and the Masons.

G. Edward Griffin, The Creature from Jekyll Island.

Gary Allen, None Dare Call It Conspiracy.

Gary Kah, En Route to Global Occupation, The Demonic Roots of Globalism.

James Billington, Fire in the Minds of Men.

James Webb, The Occult Underground.

Jamieson, Fausset, Brown, Commentary on the Whole Bible.

Jeremy James, Eighteen New Age Lies — An Occult Attack on Christianity, The Planned Destruction of Christianity in Ireland, Why Christians Should Never Pray to the Virgin Mary.
Juri Lina, Architects of Deception.
Karl Popper, The Open Society and Its Enemies.
Kathleen Sullivan, Unshackled — A Survivor’s Story of Mind Control.

Kurt Koch, Demonology Past and Present, Between Christ and Satan.
Lewis Chafer, Major Bible Themes.

Malachi Martin, The Decline and Fall of the Roman Church, The Jesuits.
Manley Hall, The Secret Destiny of America, Secret Teachings of All Ages.

Marilyn Ferguson, A Conspiração Aquariana.
Martin Rees, Just Six Numbers.

Merrill Unger, Biblical Demonology, Commentary on the Old Testament, What Demons Can Do to Saints.
Niall Ferguson, Colossus — The Rise and Fall of the American Empire, Empire — How Britain Made the Modern World, The War of the World — History’s Age of Hatred.

Paul Johnson, A History of Christianity.
Paul Stringer, The Faithful Baptist Witness.

Peter Lemesurier, The Armageddon Script.
Peter Moon, Black Sun.

Piers Compton, The Broken Cross.
Ronald Brown (tradução), The Book of Enoch.

Seraphim Rose, Orthodoxy and the Religion of the Future.
Stanley Monteith, The Brotherhood of Darkness.

Steve Quayle, Genesis 6 Giants.
Svali, Breaking the Chain.

Tim Cohen, The Antichrist and a Cup of Tea.
Walter Bowart, Operation Mind Control.

William Cooper, Behold a Pale Horse.
William Grady, Final Authority.
Autor: Jeremy Jones, artigo em http://www.zephaniah.eu
 A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/sinais.asp

 Blog de rafaelababy : ✿╰☆╮Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄ƷTudo para orkut e msn, Barrinhas divisorias
"Sigamos o exemplo da borboleta e façamos a nossa metamorfose
para uma vida plena de alegria, felicidade e abundância . Eu Sou Irene "
 Empreendedora Digital, Humanista e Espiritualista
Eleita Cidadã Planetária Pelo Projeto
Vôo da Águia
 Eu Sou Irene

Nenhum comentário: