sexta-feira, 1 de junho de 2012

"Cinco minutos para a meia-noite" O fim do mundo está perto?

Fim dos tempos - "Cinco minutos para a meia-noite"

Ameaças de guerra são um dos sinais que apontam para o cumprimento das profecias do Apocalipse

Da redação/ Fotos: Thinkstock e reprodução da Internet
mailto:%20redacao@arcauniversal.com
Quando os cientistas atômicos da agência Bulletin of the Atomic Scientists – BAS (Boletim de Cientistas Atômicos) criaram o Relógio do Apocalipse, em 1947, em Chicago, nos Estados Unidos, deixaram o ponteiro marcando sete minutos para meia-noite, hora que aponta a destruição da humanidade.
O Relógio do Apocalipse, ou Relógio do Juízo Final, é um alerta para o mundo sobre o seu iminente fim, e tem como base as ameaças de guerra, armas nucleares, biológicas, como vírus letais, por exemplo, desastres naturais ou outros provocados pelo homem, fatores tais que propiciam o fim do mundo. No início deste ano, os cientistas deixaram o ponteiro indicando “cinco minutos para meia-noite”, em que a "meia-noite" simboliza uma destruição total. Eles se basearam no risco nuclear da usina de Fukushima, no Japão, após o tsunami que atingiu o país em 2011. Em relação a 2010, o relógio avançou um minuto.

No ano de 1949, com a relação estremecida entre os Estados Unidos e a União Soviética, os ponteiros marcaram apenas três minutos para a meia-noite, o que significava uma grande destruição ao planeta. Quatro anos depois, em 1953, quando foi realizado o primeiro teste com a bomba de hidrogênio, o relógio apontou apenas dois minutos para o fim.
Tudo isso, porque existem “mais de 20 mil armas nucleares prontas a serem acionadas e com poder suficiente para destruir 'muitas vezes' os habitantes do mundo”, de acordo com o professor da Arizona State University e co-presidente do Conselho de Patrocinadores do BAS, Lawrence Krauss. Sem contar as armas nucleares usadas pelos terroristas.
Isso significa que até mesmo os cientistas atômicos entendem que todas essas ameaças colocam o mundo em risco para o seu fim, o que denota outro sinal da aproximação de Jesus à Terra novamente. Apesar disso, como Ele mesmo afirmou, é apenas o início das dores:
Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino.... Mas todas estas coisas são o princípio de dores” Mateus 24.7-8
E:
“Quando, porém, ouvirdes falar em guerras e rumores de guerras, não vos assusteis; é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim.” Marcos 13.7

Nenhum comentário: