quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

VIRÁ A HORA EM QUE OS MORTOS OUVIRÃO A SUA VOZ - Aqui estou esperando por Ti! Em teu jardim (Santa Geração)

VIRÁ A HORA EM QUE OS MORTOS OUVIRÃO A SUA VOZ
 João 4:24-29 João 4:25 

 Normalmente, este texto é interpretado em função do versículo 28, que diz que os mortos sepultados ouvirão a voz de Jesus e se levantarão para a ressurreição final - os crentes para a vida eterna, feliz, com Jesus, e os ímpios para a condenação eterna.

No entanto, este texto é muito mais abrangente, pois refere-se também a todos quantos, nesta dispensação da graça, ouvirem a voz de Jesus chamando para a salvação e crerem n'Ele, passando, então, da morte para a vida. 

 Desde então, e até que Jesus volte triunfante e em glória, muitos já ouviram, creram e foram salvos; muitos estão ouvindo e crendo hoje; e muitos ainda ouvirão e crerão até que Ele venha. 

Jesus ensinava: - "vem a hora, e agora é", em que os mortos em seus delitos e pecados ouvirão a Sua voz e viverão. Tu, já ouviste o convite de Jesus? Já aceitaste a Sua Santa Palavra? Já foste vivificado pelo Espírito Santo de Deus? Paulo, o Apóstolo, ensinava: - "eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui o dia da salvação" (II Coríntios 6:2). Pára, escuta a chamada de Jesus e aceita-O com teu Senhor e Salvador. Aqui em João 4:24-29 fica claro que Jesus não se refere exclusivamente à morte física, mas à morte espiritual (Efésios 2:1), por isso, arrepende-te e deixa teus pecados e Cristo te esclarecerá, te dará paz e salvação (Mateus 11:28-30). Aquele que crê no Filho tem a vida eterna, mas quem não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece (João 3:36).

Copiado de: http://archote.blogs.sapo.pt/388905.html



Em teu jardim (Santa Geração)


Em Teu 

Jardim


Santa 


Geração


Em teu jardim eu estarei na viração do dia
esperando por Ti, Senhor!
Lá estarei, não fugirei, pois no sangue eu me lavei,
no sangue do Cordeiro
Eu ouvirei a Tua voz e me achegarei a Ti,
com meus lábios te beijarei
E segurando a Tua mão contigo andarei,
sobre as pedras de fogo...
No jardim, ouço o som do Senhor,
Onde estás? Ele pergunta a mim!
Aqui estou esperando por Ti!
Pois no sangue me lavei, no sangue do Cordeiro
Onde estás? Senhor aqui estou!
Vem comigo? Sim dá-me Tua mão
Junta a Ti Senhor, tudo parece voar!
E quando o dia terminar
Estarei em Teu Jardim esperando por Ti!
Em teu jardim eu estarei na viração do dia, dia após dia!
Lá estarei, não fugirei, pois no sangue eu me lavei,
no sangue do Cordeiro
Eu ouvirei a Tua voz e me achegarei a Ti,
com meus lábios te beijarei
E segurando a Tua mão, contigo andarei, sobre as pedras de fogo...
No jardim, ouço o som do Senhor,
Onde estás? Ele pergunta a mim!
Aqui estou esperando por Ti!
Pois no sangue me lavei, no sangue do Cordeiro
Onde estás? Senhor aqui estou!
Vem comigo? Sim dá-me Tua mão
Junta a Ti Senhor, tudo parece voar!
Contigo andarei sobre as pedras de fogo,
Amado meu...

Nenhum comentário: