segunda-feira, 10 de agosto de 2015

O Fim do mundo está mesmo próximo? Os rumores de guerras têm aumentado, e fundador da Microsoft já fala em um governo mundial único

A despesa com armamentos aumentou 1,7% em escala mundial em 2014, conforme informou a agência de notícias espanhola EFE. Depois de 3 anos em queda, o investimento militar tornou a subir, principalmente pelo rearmamento dos países emergentes.

Mesmo com os Estados Unidos diminuindo suas despesas militares, países como a China e a Arábia Saudita aumentaram as suas, o que ocasionou o crescimento do rearmamento.
Especialistas no assunto disseram, segundo a EFE, que os riscos crescentes de ataques terroristas de extremistas islâmicos contribuíram para alimentar o medo dos países ocidentais, daí a compra de armas e a formação de novas tropas. Os mesmos especialistas dizem, entretanto, que somente combates bélicos não são suficientes, pois os métodos de organizações como o Estado islâmico atacam em outras frentes, como a da comunicação, no que diz respeito aorecrutamento de novos seguidores.
Para muitos já há uma guerra em andamento contra o terrorismo islâmico. E a Bíblia fala claramente que, no Fim dos Tempos, haverá rumores de guerras (Marcos 13.7). Embora esse trecho bíblico diga que o fim não é agora, deixa claro que ele se aproxima. A hora de se preparar é agora. Quem realmente é filho de Deus e se entregou verdadeiramente a Ele deve manter sua posição numa guerra que já foi declarada há milênios.
Bill Gates e o governo mundial único
A Bíblia também fala de um líder mundial que será levantado e perseguirá todos os que seguem a Deus (Marcos 13.9).
Pois bem, recentemente, o megaempresário norte-americano da informática Bill Gates, que se destaca pelas causas sociais e cuja fortuna é uma das maiores do planeta, disse, em uma entrevista a um jornal alemão, que a única forma de combater os problemas mundiais é um governo mundial único. O fundador da Microsoft diz que o mundo está preparado para guerras, mas sofre com as mudanças climáticas, a poluição, a fome, a miséria e as doenças, que nunca são solucionadas com os governos separados.
Em Apocalipse 13, é bem claro que um líder mundial carismático resolveria esses problemas, apoiado por aqueles que negariam o Senhor Jesus. Resolveria os problemas, mas a troco da Salvação dos cristãos verdadeiros, no que é chamado por muitos de a Grande Tribulação, o início do Fim dos Tempos.
Porém, o Apocalipse fala não só das profecias, mas de como podemos estar prontos para o arrebatamento, para a Salvação: caminhando com retidão, segundo os preceitos de Deus, ensinados pelo Senhor Jesus.
Fonte:http://escanernoticias.blogspot.com.br/2015/08/o-fim-dos-tempos-esta-mesmo-proximo.html

Nenhum comentário: