sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Calor submerge Europa Central. E Onda de calor no Japão causa morte de 32 pessoas em uma semana

E o quarto anjo derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe permitido que abrasasse os homens com fogo.
E os homens foram abrasados com grandes calores, e blasfemaram o nome de Deus, que tem poder sobre estas pragas; e não se arrependeram para lhe darem glória.

A vaga de calor que ataca a Áustria dura há onze dias. Em Viena os termómetros marcam perto de 30 graus Celsius ainda no período da manhã e ultrapassam os 40 durante a tarde. Quase todos os lagos ou piscinas foram tomados de assalto e as filas estendem-se por largas horas. Na piscina ao ar livre, em Graz, as portas abrem às sete da manhã e já há gente à espera. “Não me pergunte. Eu amo o calor. Mas sou como toda a gente e isto é demais”. “Temos uma adega. É como um espaço de habitação agora porque é fresca. Vamos dormir para lá”- Os agricultores estão desesperados face à seca que está a destruir as colheitas. Vinhas, cereais e frutas não têm água suficiente para crescer. “Esta situação entristece-me muito. Só de olhar tenho vontade de chorar. As uvas são muito pequenas devido à seca. Nunca tiveram água e a próxima vindima está à porta. Dói olhar para isto. A vaga de calor atravessa igualmente a Alemanha. Um dos maiores rios da Europa Central, o Elba, uma das maiores atrações turísticas da Saxónia, tem níveis que desceram aos cinquenta e seis centímetros. Na Polónia, com temperaturas que chegaram aos 38 graus Celsius a água corrente começou a faltar em várias cidades e obrigou também o fornecedor nacional a restringir a oferta de eletricidade para fábricas e outros grandes consumidores de energia para aligeirar a pressão sobre a rede el
étrica.




A vaga de calor que ataca a Áustria dura há onze dias. Em Viena os termómetros marcam perto de 30 graus Celsius ainda no período da manhã e ultrapassam os 40 durante a tarde. Quase todos os lagos ou piscinas foram tomados de...
MSN.COM


Onda de calor no Japão causa morte de 32 pessoas em uma semana
Uma onda de calor deixou 32 mortos no Japão na última semana e levou mais de 11 mil pessoas aos serviços de urgência devido às altas temperaturas, informou hoje (11) o governo japonês.
Segundo relatório publicado pela Agência de Gestão de Incêndios e Desastres, entre 3 e 9 de agosto, 11.219 cidadãos japoneses foram enviados a centros médicos devido à insolação ou à desidratação, dos quais 32 morreram antes de chegar a ser hospitalizados.
Esta é a segunda semana consecutiva em que o número de pessoas com sintomas relacionados às temperaturas elevadas ultrapassa a barreira dos 10 mil, e a quarta vez que excede esse número – já havia ultrapassado em duas ocasiões em 2013 – desde que foi iniciada a coleta desses dados em 2008.
Do total, 331 indivíduos necessitaram de internação por mais de três semanas, enquanto 3.861 precisaram ser hospitalizados por menos tempo, informa o documento. Aproximadamente, metade dos casos corresponde a pessoas com mais de 65 anos.
A forte onda de calor que continua a afetar o país asiático registrou, na semana passada, temperaturas superiores a 35 graus Celsius e um nível de umidade de mais de 65% em Tóquio e em outras regiões do país.
A área metropolitana de Tóqui foi a que registou o maior número de emergências devido ao calor, com 971 casos, seguida da prefeitura de Osaka, com 911, e a de Aichi, com 749, ambas no centro do Japão.
http://agenciabrasil.ebc.com.br/…/onda-de-calor-no-japao-ca…
Foto de Nibiru - O Segundo Sol.

Nenhum comentário: