quinta-feira, 22 de outubro de 2015

O fim será como nos dias de Noé e dias de Ló

Fim dos Tempos

Fim dos Tempos

Por Lamartine Posella

“Assim como foi nos dias de Noé, será também nos dias do Filho do Homem: comiam, bebiam, casavam e davam- se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e destruiu a todos. O mesmo aconteceu nos dias de Ló:comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e destruiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se manifestar.” Lc 17:26-30
O fim está próximo!
Nas Palavras de Jesus, a sua vinda teria duas semelhanças históricas importantes: os tempos de Noé, e os tempos de Ló.
Para quem não conhece as histórias bíblicas, vale salientar que os dias de Noé foram marcados por violência exacerbada e zombaria da fé. O tempo de Ló, em contrapartida, foi um tempo de imoralidade desenfreada, e especialmente, o domínio da homossexualidade.
Trago esse tema porque fiquei chocado com as fotos da “Marcha Gay” em São Paulo.
A minha indignação não é proveniente da homofobia, e tampouco, da insensibilidade em relação ao drama vivido pelos homossexuais. Absolutamente não! O meu protesto é por causa das muitas blasfêmias que foram explicitadas, as quais vou descrever, para que as pessoas de bem acordem. Descrevo, portanto, de maneira ordenada, alguns dos maiores absurdos que já vi na minha vida inteira:
1- A foto de um homem nu tendo um crucifixo introduzido no próprio ânus.
2- Várias fotos de pessoas crucificadas (imitando Jesus) em cenas pornográficas.
3- O absurdo do patrocínio do Governo de São Paulo, bem como da Prefeitura. O governador Geraldo Alckimin não se diz cristão? Como pode patrocinar uma vergonha dessa, desprezando ao extremo a figura do nosso Salvador Jesus Cristo?
A comunidade Gay não tem pedido respeito ao seu modo de vida? Não deveriam, portanto, respeitar aquilo que é mais sagrado para nós cristãos?
Eles foram longe demais! Mas nós somos responsáveis por isso! Quantos cristãos agem com leniência diante de absurdos como esses?
Confesso que senti ânsia de vômito ao ver tais cenas (que não ouso publicar), embora tenha visto publicadas no Facebook de outros cristãos. Senti, também, indignação, porque estão maculando o nome da pessoa que mais amou o mundo, a ponto de ter dado a própria vida para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Senti, também, grande temor, porque ninguém afronta o nome de Deus desta maneira impunemente. Senti-me ferido, porque agrediram a quem mais amo.
Perdão, Senhor, por vivermos no tempo em que chamam o certo de errado, e o errado de certo. Perdão, Senhor, porque quem deveria expressar coragem na transmissão da sua fé somos nós, que muitas vezes estamos acuados, como espectadores, enquanto a iniquidade avança nesse país. Dá-nos graça para pregar a tua palavra nesses tempos terríveis. Permita que tenhamos o posicionamento necessário nesse tempo. Enche-nos do teu Espírito Santo para que sejamos, sobretudo, instrumentos de libertação, cura e salvação, até que se complete o número daqueles que hão de se salvar.
Sobretudo, Senhor, te peço que nos dê sabedoria para sermos a luz do mundo nesse tempo de densas trevas espirituais.
Certamente, o cálice da iniquidade já está a ponto de transbordar. Se você que lê esse desabafo ainda não rendeu a sua vida a Cristo, faça-o agora! Estamos vivendo os últimos minutos da graça de Deus, antes que a justiça Dele seja derramada sobre a Terra.




Um comentário:

Anônimo disse...

Glória a Deus, eu creio que a vida de nosso Senhor Jesus está muito próxima. Maranata!