domingo, 7 de dezembro de 2014

Apocalipse previsto para 2036 leva cientistas a trabalharem em projeto de salvação de dimensões gigantescas


Cientistas chineses estão trabalhando em um projeto de dimensões gigantescas, com o objetivo de conseguir aterrissar uma sonda espacial sobre a superfície do asteroide Apophis, que se aproxima perigosamente da Terra, para tentar desviar sua trajetória. Descoberto em 2004, o asteroide Apophis chamou imediatamente a atenção de cientistas do mundo todo, que fizeram cálculos e afirmaram que existe a possibilidade de ele colidir com a Terra até o ano de 2036.
Há alguns anos, pesquisadores da Academia de Ciências da China estão trabalhando no desenvolvimento de uma sonda espacial “caçadora de asteroides”, cujo objetivo principal é alcançar o corpo celeste Apophis, que possui 325 metros de diâmetro e 46 milhões de toneladas. De acordo com os cientistas, depois de aterrissarem a sonda sobre a superfície do asteroide, será possível realizar uma perfuração para coletar amostras do solo e de sua composição para uma análise posterior.
Espera-se que a nave chinesa alcance a superfície de Apophis em 2029: “Se conseguirmos pousar nossa sonda no asteroide, isso permitirá que os engenheiros e cientistas tomem medidas para mudar sua rota”, afirmou Ji Janghui, professor do Observatório da Montanha Púrpura. Apesar de a data exata do lançamento ainda estar sendo estudada pelo governo chinês, as estimativas iniciais consideram que o impacto do asteroide contra a Terra teria consequências equivalentes à explosão de 100 mil bombas atômicas.
Fonte: South China Morning Post 
Via:History

Nenhum comentário: