segunda-feira, 9 de março de 2015

"Até parece que os evangélicos estão com a razão quando afirmam que “são os sinais do fim dos tempos”."

Não me orgulho mais - Osmar Silva

Tem dias que o Jornal Nacional, da Globo, se parece com o antigo jornal policial Aqui e Agora. É só crime, é só sangue, é só coisaruim.
Gente, que tempos terríveis esses que estamos vivendo. Até parece que os evangélicos estão com a razão quando afirmam que “são os sinais do fim dos tempos”. Não se testemunha nada de bom. Você liga a televisão ou o rádio, ver as redes sociais ou a mídia eletrônica, e só notícia ruim. Tem dias que o Jornal Nacional, da Globo, se parece com o antigo jornal policial Aqui e Agora. É só crime, é só sangue, é só coisa ruim.

Nessa onda para acabar com o que resta da autoestima do brasileiro, os maiores representantes da República são abundantes em gerar e protagonizar maus comportamentos e péssimos exemplos. E, em algumas ocasiões, atingem um cinismo que enoja e embrulha o estômago.

Recentemente vimos o ex-presidente Lula protagonizar uma peça bufa ao ressuscitar velhas práticas sindicais, colocando-se em frente ao prédio da Petrobrás para gritar que “temos que defender a Petrobrás!” Dá para acreditar!!! Só vendo para crer. É até verdade que a Petrobrás é nossa, que temos que defendê-la. Mas Lula não tem mais credibilidade nem legitimidade para fazer essa defesa.

Temos que defender a Petrobrás sim. Assim como o Banco do Brasil, a Embraer e todas as instituições desse país contra a gula da boca maior que a boca da noite, de Lula, de sua gente e de sua descendência. Vivemos o maior roubo de dinheiro público da história do mundo. Praticado por quem? Por todos do seu entorno e amizade. Não adianta negar desconhecimento e inocência. E ainda vem fazer essa pantomina de “vamos defender a Petrobrás?”. Me poupe.

Bem fez a presidente Dilma que, publicamente, confessou em rede nacional de televisão, a má conduta do seu governo praticada contra oscofres da Petrobrás ao justificar que, lá atrás, no final dos aos 90, sob o governo do FHC, já se roubava dinheiro da nossa petrolífera e nada se fez. Pronto. Como, segundo ela, se roubou naquele tempo e ninguém fez nada, o seu governo, o PT e seus aliados além de empresários gananciosos, também poderiam sentirem-se à vontade para tirar muito mais de um povo burro, miserável, ignorante que, na visão deles, não merece respeito nenhum.

Escravizados e dependentes de programas ditos sociais de inclusão, somos na verdade, uma massa escravizada e  subserviente. Vamos prasruas reclamar? Não! Ficamos nos lamuriando pelos cantos com os aumentos de energia, de gás, de água, de combustível, de comida, de remédio, etc., etc., etc. Afinal, somos nós que temos que pagar a conta da vida nababesca dessa elite que ha milênios nos suga e nos humilha.

Eu tinha orgulho de contar que foi na redação do nosso Jornal O Parceleiro, ali no primeiro e único andar do Edifício Feitosa, na esquina das ruas Rio Branco e José de Alencar, no centro de Porto Velho, que o então sindicalista Lula foi recebido para conceder entrevista coletiva e cooptar os primeiros fundadores do PT em Rondônia. Isso numa época em que o Teixeirão dava as ordens no Palácio Getúlio Vargas como o último representante da Ditadura em Rondônia. Exatamente por isso, nenhum  jornal da cidade quis abrir suas portas para o “Sapo Barbudo”. Odair Cordeiro está aí e não deixa mentir. Ele estava lá.

Naquela época essa atitude foi um ato temerário que preocupou muito a minha família. O fiz por acreditar na mensagem nova de um partido que ostentava a bandeira da ética, da moral, da transparência e do respeito com a coisa pública. De um partido que não nascia da elite. Mas da classe trabalhadora. Foi somente um sonho, uma ilusão. Hoje o  Partido dos Trabalhadores é um ícone do que existe de pior na vida pública. Seu discurso desintegrou-se, virou fumaça. Fomos enganados. Demos crédito a quem não merecia. Por isso merecemos sermos castigados com os piores índices de desenvolvimento em todos os setores. Estamos humilhados diante do mundo e reduzidos a uma republiqueta estagnada, com o dólar a R$ 3,00. Quem nos salvará?

Me entristeço e me solidarizo com meus amigos petistas que também sonharam o mesmo sonho. E que, como eu, vão ao supermercado, à farmácia, à rede pública de saúde, e se espantam no posto de gasolina ou com a conta de luz. Essa tristeza é nossa e de todo o povo brasileiro.


Osmar Silva – jornalista – sr.osmarsilva@gmail.com
Autor: Osmar Silva
Fonte: O Nortão 
http://www.onortao.com.br/noticias/nao-me-orgulho-mais--osmar-silva-,36565.php

Nenhum comentário: